Destaques Educação

Professores se adaptam às aulas online

Por Laura Abreu

11 de julho de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS- Diante da pandemia da covid-19, as aulas das redes de ensino tiveram que migrar para o ambiente virtual. Com isso, os professores, que são formados para ministrar aulas presenciais, tiveram que se reinventar em razão das peculiaridades das aulas online. Aprender a mexer com as plataformas digitais e entender a dinâmica das aulas são alguns dos principais desafios enfrentados por eles.

Outra mudança apontada pelos professores é o aumento do trabalho. Com as aulas remotas, os docentes precisam preparar a aula para o ambiente virtual, adequar os conteúdos e atividades e atender os alunos e pais a todo momento. Professora de uma escola estadual de Passos, Claudia Pereira contou que, assim como outros docentes, precisou aprender a lidar com o uso da sua imagem e disponibilizar todos os contatos pessoais.

Nós tivemos que nos reinventar porque somos professores especialistas em aula presencial e de repente nos vimos inseridos em um formato de trabalho totalmente diferente do que tínhamos vivido até então. O tempo todo tem sido um enorme desafio, mas eu acho que estamos caminhando muito bem. Nós, professores, estamos trabalhando muito mais, nossa cabeça funciona as 24 horas do dia em função da educação. A gente está muito empenhado em fazer o processo dar certo neste momento de incerteza”, declarou a educadora.

Para Clóvis Damião, professor de redação do ensino médio e do curso pré-vestibular de uma escola particular passense, uma das principais adequações neste período foi a psicológica, pois demorou um pouco para entender tudo o que estava acontecendo. As adaptações ao novo ambiente de trabalho também foram ressaltadas por ele, visto que cada professor precisou se acostumar com as interferências e barulhos que podem ocorrer em casa e pedir a compreensão de familiares para lecionar as aulas.

Apesar de terem se adaptado à modalidade de ensino remoto, os professores acreditam que nada substitui a presença em sala de aula e o contato com os alunos.

Educar é uma vocação e nós fomos preparados para a sala de aula física, para o quadro, para a possibilidade de olhar nos olhos dos alunos presencialmente. O ambiente escolar tem uma magia que, por si só, já oferece parte da educação pela convivência e pelos laços afetivos. Estar separado disso por telas de computadores e celulares é desafiador. Certamente, o que nunca imaginaríamos seria ouvir dos alunos que todos estão com saudades da escola. Isso é muito gratificante, o que me faz acreditar que será impossível voltarmos os mesmos para o ambiente escolar”, pontuou Damião.

A professora do ensino médio da rede estadual de Passos, Vilma Duarte, apontou outras dificuldades que, devido à sua vivência como educadora da escola pública, conseguiu perceber, como a falta de interesse dos alunos; dificuldade de acesso à internet; alunos que não possuem aparelho celular; pais que não têm condições de acompanhar os filhos; e escassez de apostilas.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Aprendizado 

Aprendizado

Quanto à efetividade do processo de aprendizagem do aluno em aulas remotas, os professores acreditam que ainda é cedo para uma análise.

Estamos vivenciando uma situação atípica. As escolas lidam com diversas realidades. Penso que só saberemos quando voltarmos, porque depende de cada aluno, do envolvimento e do comprometimento dele, dos pais ou responsáveis. Vejo isso apenas como atividades para o aluno não perder o vínculo com a escola e manter o hábito de estudo em meio à pandemia”, comentou Vilma.