Destaques Educação

Prefeitura capacita profissionais da educação em Piumhi

15 de Maio de 2021

Foto: Divulgação

PIUMHI – A prefeitura de Piumhi, por meio da Secretaria Municipal de Educação, vem realizando várias capacitações com as equipes diretivas das escolas e CMEIs municipais durante esse mês. O objetivo é a implementação e efetiva utilização da Plataforma de Ensino Municipal, implantada pela atual administração e Secretaria Municipal de Educação com o objetivo de proporcionar mais um recurso aos professores, alunos e pais na corrida pela aprendizagem nestes tempos de pandemia.


O que você também vai ler neste artigo: 

  • Técnico do Dieese participa de reunião do Conselho de Educação
  • Audiência pública

As equipes foram assessoradas, em um primeiro momento, pelos desenvolvedores da plataforma ‘Atual Conhecimento’ e prosseguiu na consolidação da apresentação e manuseio da página através dos servidores da Secretaria Municipal de Educação Thiago Carpegiane e Luisa Pamplona, que estão visitando todas as escolas reforçando e sanando as dúvidas que surgiram durante a primeira capacitação desses profissionais.

Estas equipes ficaram responsáveis em suas escolas de origem a repassarem a capacitação para seus educadores e os educadores serão os multiplicadores para os alunos e pais. A plataforma de ensino https://educacaopiumhi.com.br; está online para acesso e uso dos educadores, alunos, pais, servidores e membros da comunidade em geral. Dentro dessa plataforma, os educadores e alunos terão suas senhas para estudos e inserção de conteúdos, que será lançado no dia 24 de maio, tornando assim a interação professor e aluno mais efetiva, pontual e fácil de acompanhamento.

De acordo com a secretária de Educação, Vanilda Soares Faria, é mais um recurso disponível para a educação, buscando no uso da tecnologia dar um passo a mais na oferta de uma educação melhor e com qualidade para todos. A secretaria e todos os envolvidos com a educação estão trabalhando para que o ensino-aprendizagem possa chegar a todos os alunos, seja na distribuição de material impresso, nos grupos de Whatsapp, aplicativos de multimídia e agora pela plataforma de ensino.

Esperamos que a comunidade escolar receba mais este recurso com curiosidade, boa vontade e utilize bastante no seu dia-a-dia de estudos. Que os resultados sejam promissores e possam motivar na busca por ampliação de mais recursos tecnológicos para os estudantes e docentes, pois a tecnologia chegou para permanecer em todos os setores da vida em sociedade”.


Técnico do Dieese participa de reunião do Conselho de Educação

PASSOS – O economista e coordenador técnico do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicas (Dieese), Diego Severiano Rossi de Oliveira, participou na quinta-feira, 13, da reunião “on-line” do Conselho Municipal de Educação de Passos, para esclarecer sobre o Projeto Mãos Dadas, do governo do Estado.

Durante a reunião conduzida pela presidente do Conselho, Eliana Elias, Diego observou que o projeto “vem sendo informado e não dialogado” com a comunidade e as câmaras municipais. O referido projeto – que prevê a municipalização de parte da educação estadual – poderá causar grandes impactos às finanças dos municípios.

Diego disse que ainda não é clara a distribuição dos recursos prometidos pelo governo nem o uso e a fiscalização deles. Ele observou que num primeiro momento o projeto prevê a municipalização apenas das séries iniciais do ensino fundamental, mas deverá abranger, num segundo momento, as séries finais do fundamental.

Conforme o economista, Passos gasta, hoje, o dobro do que o Estado investe em Educação. Para manter o mesmo nível, o município terá um custo superior à receita caso venha a aderir ao Mãos Dadas. Para ele, é preciso que o projeto seja debatido em audiência pública, da qual participem todos os órgãos envolvidos com a educação tanto no município quanto no Estado, inclusive os de representatividade, como os sindicatos.


Audiência pública

Presente à reunião desta quinta-feira, a diretora estadual e coordenadora regional do Sindicato Único dos Trabalhadores do Ensino de Minas Gerais, Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca – que também é integrante do Conselho Municipal – informou que a subsede regional do Sind-UTE já pediu audiência com o prefeito de Passos, Diego Oliveira, mas ainda não recebeu retorno. Já a Comissão de Educação da Câmara Municipal de Passos marcou, para as 14h da próxima terça-feira (18/05), audiência pública para tratar sobre o Mãos Dadas.

A sindicalista revelou que vários municípios mineiros já rejeitaram a proposta do governo Zema, por entenderem que o referido projeto vai onerar os cofres municipais, além de piorar a qualidade do ensino. Maria Antônia alertou também que o governo mineiro já iniciou outro projeto – o Somar –, que tem por objetivo privatizar o ensino médio, no Estado.