Destaques Educação

Prédio da Escola Profª Francina de Andrade será restaurado

Por Talita Souza/ Redação

22 de Maio de 2021

O prédio, que atualmente está interditado, é tombado pelo patrimônio público. / Foto: Divulgação

PASSOS – O prédio da Escola Municipal Professora Francina de Andrade, de Passos, que é tombado pelo Patrimônio Público, está interditado e será restaurado. Segundo o secretário de Cultura e Patrimônio Histórico, Pedro Paulo da Silva, está sendo realizado um relatório de necessidades do prédio e é esperado que a restauração seja concluída até o final de 2022.

O projeto, que é uma realização das secretarias municipais de Cultura e Patrimônio Histórico, de Educação e de Obras, está na parte de inspeção do prédio. De acordo com Silva, será encerrada a inspeção para que possa ser terminado o memorial descritivo para fazer a licitação do projeto.

Precisa ser feito por uma empresa especializada em restauração, porque não é uma reforma, é um restauro. É um projeto bem mais delicado, é um projeto mais complexo do que os de reforma normal, os detalhes, as instruções normativas são um pouco mais diferentes. Assim que for concluído esse processo licitatório do projeto, nós vamos contratar a execução da obra”, explicou.

Ainda de acordo com o secretário, serão realizados dois processos: um para a realização do projeto de restauro, que deve ser feito por um arquiteto especializado na área, e a licitação da obra, que também deverá ser feita por uma empresa especializada.

A previsão é de que todo o processo, até mesmo o de restauro, seja concluído até o final de 2022. Mas, restauro é uma caixinha de surpresas, às vezes você imagina que o prédio está de um jeito e, quando começa a mexer, acaba tendo surpresas tanto negativas quanto positivas. No momento, estamos no projeto de término dos laudos, das inspeções bem detalhadas, para não passar nada e não ficar coisas sem fazer, e, em breve, nós soltaremos a licitação para o projeto”, disse.

Com o prédio interditado, devido ao início do processo de restauração, os alunos da escola foram divididos entre o Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos e a Escola Estadual Professora Júlia Kubitschek.