Destaques Educação

Prazo para inscrição no Enem termina quarta-feira

13 de julho de 2021

Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil

BELO HORIZONTE – O prazo para a inscrição para a edição de 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) termina nesta quarta-feira, 14. O exame é feito pelo Ministério da Educação, por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que é utilizado como critério de seleção para quem pretende ingressar em faculdades públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu); faculdades particulares concorrendo a uma bolsa do Programa Universidade para Todos (Prouni); conseguir o Financiamento Estudantil (Fies), entre outros.


O que você também vai ler neste artigo: 

  • Atendimento Especializado
  • Enem

Para fazer a inscrição, os interessados precisam ter cadastro no portal do Governo Federal (acesso.gov.br) e criar login único e senha. Quem já está cadastrado terá acesso, no período de inscrição, à Página do Participante. Caso a pessoa não lembre a senha, é possível recuperá-la no aplicativo Meu gov.br, em bancos credenciados, Internet Banking de bancos conveniados, por e-mail ou mensagem de texto (SMS). O interessado deve selecionar uma das opções para gerar uma nova senha para sua conta.

No momento da inscrição, o participante deverá escolher qual modalidade de prova deseja realizar (impressa ou digital). Estão disponíveis 101.100 vagas para a modalidade digital do exame. Vale ressaltar que o Enem Digital é exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo em 2021. Dessa forma, os chamados “treineiros” — participantes que se inscrevem no exame para fins de autoavaliação do conhecimento — devem fazer inscrição para o Enem impresso.


Atendimento Especializado

Os interessados em fazer o Enem 2021 que precisam de atendimento especializado devem realizar a solicitação no momento da inscrição e informar as condições que motivam o pedido. O Inep oferece atendimento para os participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso.


Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio foi instituído em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Em 2009, o exame aperfeiçoou sua metodologia e passou a ser utilizado como mecanismo de acesso à educação superior. Desde 2020, o participante pode escolher entre fazer o exame impresso ou o Enem Digital, com provas aplicadas em computadores, em locais definidos pelo Inep.