Destaques Educação

Passos retoma aulas remotas e estuda a volta das presenciais

Por Nathália Araújo / Redação

30 de janeiro de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – A Secretaria de Educação de Passos marcou para 18 de fevereiro o retorno das aulas na rede pública do município, da pré-escola ao Ensino Fundamental II. As aulas serão realizadas de forma remota. A decisão foi tomada após análise feita pela comissão de estudos especializados em relação à covid-19 e aos recursos eletrônicos que os alunos podem utilizar para acessar o conteúdo a ser ministrado. Além de videoaulas, kits de material didático e interativo também serão disponibilizados para auxiliar na aprendizagem.


Você também pode gostar de:

Taxa de incidência de covid-19 diminui em Itaú de Minas

De acordo com informações da prefeitura, com o intuito de oferecer opções seguras para a retomada das aulas presenciais, a Comissão de Retorno às Aulas tem trabalhado com adaptações nas escolas de acordo com os protocolos estabelecidos para evitar a propagação do novo coronavírus.

Segundo a secretaria, a estimativa é que a volta das aulas presenciais ocorra de maneira optativa, respeitando a opção dos pais em permitir que seus filhos voltem às escolas ou não. Outro método que pode ser adotado é o revezamento dos alunos em sala de aula e, em quaisquer modalidades, todos devem receber o mesmo conteúdo educacional, sendo que, após a retomada total, a efetividade do ensino será analisado por meio de avaliações pedagógicas.

Para a secretária municipal de Educação, Jane Hespanhol, a prioridade é garantir a segurança dos estudantes e profissionais da área.

Sabemos que esta não é a melhor forma de realizar o nosso trabalho mas, observando o contexto, é o que temos neste momento para não permitir com que as crianças fiquem sem atividades educacionais. Além disso, as escolas serão adaptadas para que todos se mantenham seguros no ambiente escolar, desde quando entram, até o horário de saída. Isto é, logo nos portões, vamos contar com profissionais para aferir a temperatura de todos que passam pelo local, além de dispensers de álcool em gel, troca de máscaras a cada duas horas e o distanciamento necessário”, explicou.

Segundo a secretária, o conteúdo ministrado remotamente passará por revisões junto aos alunos para identificar o que foi consolidado.

“Trabalhamos com uma equipe de técnicos pedagógicos que orientam sobre a maneira de trabalhar com os alunos nas aulas remotas e, além disso, reúnem todo o material que deve ser utilizado nos estudos. O processo de retomada será um grande desafio para todos os setores e, por isso, precisamos contar com o apoio dos pais não só no que se refere aos estudos em casa, mas também para conscientizar nossas crianças sobre a importância de respeitar os protocolos de segurança. Se todos se cuidarem, fica mais fácil cuidar de nossos estudantes e dos profissionais da educação”, disse Jane.

Nos próximos dias, os alunos que estão matriculados em escolas da Rede Municipal de Educação devem receber orientações para a retirada dos kits de materiais. Em Passos, o novo coronavírus já infectou 2.924 pessoas, sendo que 82 casos estão em acompanhamento e 54 pessoas morreram em decorrência da covid-19.


Prefeitura de Paraíso discute volta às aulas com rede particular

O prefeito Marcelo Morais e assessores se reuniram com diretores de escolas particulares. / Foto: Divulgação

S. S. PARAÍSO – Representantes da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso se reuniram, no início da tarde desta sexta-feira, 29, com diretoras de escolas da rede particular de ensino para discutir as ações que estão sendo tomadas pela municipalidade para o retorno das aulas presenciais. A reunião já estava previamente agendada e o prefeito Marcelo Morais destacou que irá cumprir as medidas necessárias para que o retorno às aulas seja para todos, sem prejuízo a nenhum aluno.

De acordo com o prefeito, essas reuniões estão sendo realizadas com cada setor da educação, já tendo sido pedido o plano de ação da rede municipal de ensino ao secretário da pasta, Lucas Cândido de Oliveira e, no momento, está em processo a oficialização da rede estadual à 35ª Superintendência Regional, a fim de que a Vigilância Sanitária já possa fazer as verificações in loco das condições das escolas para o retorno das aulas.

“O município já está com o expediente bastante adiantado em relação a esta questão para que as aulas possam retornar assim que todos os protocolos de segurança estiverem muito bem definidos. Nossa intenção, mediante a todo planejamento que estamos recebendo em relação à vacina contra a covid-19 é que, terminado o processo de vacinação de todo o grupo de risco, pessoas acima de 60 anos e professores, as aulas possam voltar o mais rápido possível”, completou.