Educação Destaques

Paraíso visita modelo de educação inclusiva de Três Corações

20 de agosto de 2021

Foto: Divulgação.

S.S. do Paraíso – A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realizou nesta semana visita ao município de Três Corações para conhecer o modelo de Educação Inclusiva do município, que dispõe de um Núcleo de Atenção ao Estudante (NAE), com atendimentos de fonoaudiologia, psicologia, neuropedagogia e assistência social. O objetivo é poder estudar a implantação de um projeto similar em Paraíso.

Na oportunidade, o secretário municipal de Educação, Lucas Cândido de Oliveira, a assessora de educação inclusiva, Jeane Tenório de Araujo, e a professora da sala de recursos do município, Renata Aparecida Jorge Cruz, foram recepcionados pela secretária de Educação de Três Corações, Maria Terezinha da C. Teixeira dos Santos, e o prefeito José Roberto De Paiva Gomes (Gordo Dentista).

Segundo Terezinha, o trabalho começou em 1994, por meio de um convênio realizado com a Unicamp. Segundo a secretária de Educação, o NAE surgiu com um projeto para apoiar a escola em relação aos serviços de Saúde.

“Diante disto, começamos a agrupar essas necessidades e oferecer um atendimento multidisciplinar a estas crianças. Hoje existe um coordenador que faz a articulação entre a Educação e a Saúde e, também, estamos passando por um processo de regulamentação, para que o NAE se torne lei”, acrescenta.

Após a troca de experiências entre a equipe de Educação de Paraíso e Três Corações, o grupo visitou o Núcleo de Atenção ao Estudante, responsável por avaliar junto à Secretaria de Educação do município a necessidade de atender clinicamente alunos matriculados na rede municipal. A unidade conta com equipe multidisciplinar, envolvendo profissionais das áreas de psicologia, psicopedagogia, fonoaudiologia, médico neuropediatra e especialistas em educação.

“Foi uma visita muito proveitosa, já que verificamos como o NAE é organizado e tivemos relatos dos benefícios trazidos a toda comunidade escolar daquele município. Há tempos sonhamos com um espaço assim aqui em nossa cidade e essa é a oportunidade que temos para buscar um atendimento multidisciplinar para os nossos alunos, que visa conceder um desenvolvimento integral a estes, de modo a alcançar a independência para viver em sociedade”, ressalta a professora da sala de recursos do município, Renata Cruz.

“Estamos no mesmo caminho que os trabalhos se iniciaram naquele município. A questão dos profissionais (psicopedagogo, psicólogo e fonoaudiólogo) que lá já têm uma caminhada há mais de dez anos, e a forma como eles estão estruturados, foi a forma como nós estamos estruturando São Sebastião do Paraíso. Tudo tende a dar certo porque nós iniciamos da forma correta e percebemos isso em Três Corações”, disse o secretário de Educação de Paraíso, Lucas Cândido de Oliveira.

Conforme destaca a assessora de Educação Inclusiva do Município, Jeane Tenório de Araujo, “foi muito positiva a visita ao município de Três Corações, onde conhecemos a estrutura da Secretaria de Educação, a própria secretária de educação e como a Educação se organiza em um outro município de porte semelhante ao nosso. É algo que agrega muito valor ao nosso conhecimento e nos dá a certeza de que o trabalho está sendo feito dentro de uma perspectiva positiva e que nós podemos implementar e melhorar muitas coisas na realidade de São Sebastião do Paraíso”, comenta.

Conhecer o Núcleo de Atendimento ao Estudante (NAE) era um sonho para a especialista da Educação Inclusiva do Município.

“É uma necessidade que nós temos aqui e é uma proposta da Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva de 2008, que delineia as situações que precisam ser implementadas no município no Plano Municipal de Educação na meta quatro”, aponta.