Educação Destaques

Estudantes visitam exposição ‘Povos Originários’ no Palácio da Cultura

18 de outubro de 2021

Os alunos do 7º ano das turmas GY; GC e GZ se encantaram com os 14 quadros do fotógrafo Renato Soares./ Foto: Divulgação.

PASSOS – Alunos de três turmas do 7° ano do Colégio São Francisco (COC) realizaram uma visita à exposição ‘Povos Originários’, do fotógrafo e indigenista Renato Soares, que está sendo realizada no Palácio da Cultura. A incursão aconteceu nos dias 4, 5 e 6 sob a orientação do professor de História, Márcio Carvalho e com o auxílio da profissional escolar Patrícia Silva. A exposição começou no dia 23 de setembro e vai até o dia 22 de outubro no horário das 8h às 17h. Não é necessário agendar a visita.

De acordo com o professor Márcio Carvalho que ministra aulas de História para as turmas dos 7° ano (GY; GC e GZ) o conteúdo Povos Originários do Brasil foi visto em sala de aula.

“Os estudantes, inclusive, já haviam realizado um trabalho no qual pesquisaram diversas tribos indígenas brasileiras e as suas características, como por exemplo, locais, hábitos cotidianos, alimentação, festividades entre outros”, explicou.

Ainda conforme informou o docente, a visita na exposição foi uma maneira de complementar e dialogar com o que foi ensinado na sala de aula. Para o professor Márcio Carvalho, a proposta de levar os estudantes a terem outros contatos com o conhecimento fora da escola é muito importante, pois aproxima de certa forma a teoria e a prática.

A exposição fotográfica “Povos Originários” foi organizada pela jornalista Adriana Dias e pelo arquiteto Cesar Tadeu Elias. Essa é uma exposição fotográfica de povos do Alto Xingu, dentre eles os Yawalapíti e foi registrada por Renato Soares que é fotografo e indigenista há 30 anos, sendo natural do Carmo do Rio Claro. Ele é colaborador de várias revistas, entre elas estão a National Geographic e a Scientific American.

Na visita, Patrícia Silva ressaltou a importância de observar os registros fotográficos para realizar uma análise do modo de vida da tribo do Alto Xingu. Patrícia reforçou com os estudantes alguns dos conhecimentos presentes na exposição como a oca (moradia) e o urucum na pintura dos corpos.

Visita Pedagógica

A visita pedagógica é importante, mas requer toda uma preparação como afirmou o professor Márcio Carvalho. É necessário elaborar uma proposta juntamente com os estudantes. Para isso, é preciso construir um roteiro que estabeleça: local a ser visitado, dia da visita, horário de saída e chegada, objetivos da visita, material que se deve levar, o que fazer no local, de que modo registrar as informações. É importante estabelecer com clareza o que se espera dos estudantes durante a atividade de campo e isso inclui posturas de respeito e solidariedade com o grupo e envolvimento com proposta de trabalho.Trabalhar com os estudantes temas ligados ao cotidiano significa criar estratégias para que eles percebam a relação existente entre o que se aprende em sala de aula e o seu dia a dia.