Destaques Educação

Estudantes da Uemg lançam projeto para candidatos ao Enem

8 de junho de 2020

Aplicativo permite que professores contabilizem e organizem as chamadas escolares sem precisar estar conectado à internet. / Foto: Site EBC

PASSOS – Alunos do Curso de História da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), unidade Passos, criaram o projeto “Humanizando”, que tem como objetivo levar auxiliar estudantes que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio, (Enem). A partir do dia 16 de junho, videoaulas serão disponibilizadas semanalmente para ajudar alunos que foram prejudicados por conta de restrições impostas à rede de ensino durante a pandemia do novo coronavírus, com suspensão de aulas presenciais em escolas e cursinhos pré-vestibulares, por exemplo.

De acordo com Rafael Silva, presidente do Centro Acadêmico Dandara dos Palmares, do curso de História, o projeto é uma parceria entre os alunos e o centro acadêmico.

Esse projeto em específico partiu dos alunos, que nos solicitaram ajuda e apoio. Além disso, é apoiado pela faculdade como um projeto extensionista levado para a comunidade” explicou.

Segundo Silva, a proposta é incentivar que os alunos mantenham atividades de estudos durante o período de restrições.

Devido a esses novos desafios que estamos enfrentando, de um momento atípico, a iniciativa do projeto foi levada ao Centro Acadêmico para receber apoio e nós nos prontificamos, de antemão, entendendo ser uma necessidade. Tendo em vista a nova estrutura organizacional dos alunos em buscar conhecimento, esse projeto se encaixa exatamente em uma atividade onde o aluno aprende ensinando, ele se organiza de modo que há essa troca porque está ali discutindo e produzindo conteúdo acadêmico, ou seja, está ainda na atividade” revelou.

Mariana Gabriela Borges Matos da Silva, aluna do curso e uma das idealizadoras do projeto, salientou que a ação tem como principal objetivo promover a discussão sobre ciências humanas e ajudar alunos que prestarão o Enem, principal instrumento para ingresso em universidades brasileiras.

O intuito foi de beneficiar a sociedade, e principalmente, os que estão prestando vestibular”, disse.

A respeito dos temas abordados, Mariana afirma que serão de domínio de ciências sociais e humanidades.

Quando tivemos a ideia do projeto, logo pesquisei alguns temas que mais caem no Enem. Dessa forma, elaboramos um cronograma e dividimos os conteúdos em História do Brasil, História Geral, Sociologia, Filosofia e Geografia. Abordaremos as ciências humanos de um modo geral”.

Alguns exemplos são temas como, Revolução Francesa, Brasil Colônia, expansão marítima e navegações, diversidade cultural, globalização, entre outros assuntos.

Pedagoga dá dicas de estudo para quem está estudando em casa

Com a implantação de aulas remotas, o hábito de estudar em casa se tornou uma necessidade e, como tal, demanda cuidado para que seja produtivo. A pedagoga Gislene de Aquino Mota dá algumas dicas para se sair bem nos estudos.

Quem já passou por alguma experiência com ensino a distância sabe bem que não é simplesmente fazer por vídeo o que se faz em uma aula presencial, vai muito além disso. É uma adaptação inesperada, que acreditamos e esperamos, será transitória, mas, com certeza, fará parte do processo escolar de alguma maneira com o retorno das aulas presenciais. Sabemos que as aulas remotas não são como as presenciais, mas é possível ter rendimento e aprendizagem” orientou.

Estabelecer limites, como hora para acordar, para se alimentar, para fazer exercício e para dormir. Separar um lugar tranquilo da casa para os estudos, preparar a mente para o novo formato é essencial. Manter a calma e assistir às aulas sem afobação. Montar a sua estrutura para a aula online, estudar com um grupo de amigos pelo Skype, WhatsApp, etc, e tirar dúvidas em plantões com os professores podem ser uma forma de trocar experiências e informações enriquecedoras.

Bloquear sites que possam tirar o foco dos estudos e fazer pesquisas para enriquecer o conteúdo vai garantir o bom rendimento, Separar uma parte do dia exclusivamente para se dedicar aos estudos, evitar adiar as atividades que devem ser feitas para não acumular. Uma opção é fazer aos poucos, em vez de deixar que elas se acumulem. Por fim, rever a aula que não entendeu é muito importante”, disse.