Destaques Educação

Diretora educacional assume Superintendência Regional de Ensino de Passos

Por Gabriella Alux / Redação

12 de julho de 2021

Foto: Divulgação

PASSOS – A diretora educacional Daniela Helena Bonfim Borges assumiu temporariamente a Superintendência Regional de Ensino de Passos (SRE-Passos). De acordo com informações da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), ela assume a função que era desempenhada por Lael Helena Keller Souza, foi afastada após denúncias de um suposto esquema de fura filas na vacinação contra a covide-19 no órgão.


O que você também vai ler neste artigo: 

  • Cinco escolas da região vão receber prêmio da Secretaria de Estado
  • O Prêmio

As suspeitas de irregularidades na imunização, divulgadas pela Folha no último sábado, 25, começaram a ser apuradas pela Prefeitura de Passos após denúncia anônima feita por meio do ‘Fala Cidadão’, no site da administração, que apontava um suposto esquema com declarações adulteradas para vacinação de trabalhadores na Educação que teria ocorrido na SRE-Passos. A prefeitura instaurou um procedimento administrativo para apurar as acusações e também enviou o caso para a Polícia Civil, o Ministério Público e para o poder Legislativo. A Câmara acompanha as investigações.

Sobre as possíveis irregularidades na vacinação contra a covid-19, envolvendo a SRE de Passos, reiteramos que a Controladoria Geral do Estado instaurou Sindicância Administrativa Investigatória para apurar os fatos, com afastamento preventivo da servidora envolvida, por 30 dias. A SEE/MG vai aguardar o resultado das devidas averiguações para tomar as providências cabíveis”, informa a assessoria de imprensa da SEE.

Segundo o delegado Felipe Capute, responsável pelas investigações do caso na Polícia Civil, os envolvidos estão sendo ouvidos.
De acordo com o controlador adjunto da Controladoria Geral de Passos, Jefferson Faria, Segundo Jefferson, documentos teriam sido adulterados no processo de vacinação de trabalhadores da SRE-Passos e as pessoas que foram vacinadas começaram a ser ouvidas no dia 2 de julho.

O papel adulterado também se encontra com os nomes diretamente digitalizados e, assim que começamos a investigar, percebemos essa divergência de maneira grosseira. Por fim, a diferença entre um documento e outro também está na assinatura, pois o original recebe o nome do próprio servidor de ensino e no papel adulterado consta o endosso da superintendente da SRE-Passos. Então, após análises, é percebida uma diferença grande até mesmo nos formatos”, afirmo o controlador.


Cinco escolas da região vão receber prêmio da Secretaria de Estado

BELO HORIZONTE – Cinco escolas estaduais da região foram premiadas na primeira edição do Prêmio Escola Transformação, iniciativa da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) que tem como objetivo reconhecer as práticas e experiências exitosas no processo de melhoria da qualidade do ensino.

São Roque de Minas, com as escolas General Carneiro e Professora Izaura Oliveira Vilvela entre as 300 unidades que serão premiadas com menção honrosa no Estado, é o município com maior número de unidades contempladas na região. Bom Jesus da Penha, com a escola Coronel Antônio Domingos Ribeiro, Vargem Bonita, com a escola São Francisco, e Formiga, com a escola Professor Joaquim Rodarte, também vão receber o prêmio.

De acordo com informações da SEE, foram premiadas as unidades de ensino que obtiveram as maiores médias entre a taxa de participação dos estudantes na primeira avaliação diagnóstica do ano, iniciada em março de 2021, e o índice de utilização pelos professores da plataforma online indicada pela SEE, durante o período de um mês (1 a 30 de junho), conforme estabelecido pela Resolução SEE nº 4.524/2021.

Em vídeo, publicado nas redes sociais da SEE/MG, a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, parabenizou as escolas premiadas e destacou que no segundo semestre deste ano será realizado um evento on-line com a participação das unidades de ensino premiadas.

Parabéns às escolas premiadas. Este é um momento de desafios, mas a nossa rede não deixa de fazer bonito. Após o recesso escolar, em um evento on-line, faremos a entrega da menção honrosa e teremos a oportunidade de conhecer algumas dessas experiências exitosas de perto”, afirmou a secretária.


O Prêmio

Segundo a SEE, a partir da iniciativa, serão distribuídos até R$90 milhões para unidades de ensino que apresentarem os melhores resultados e os maiores crescimentos nos indicadores de fluxo e de aprendizagem, conjuntamente. Até o final do ano letivo, serão realizadas três premiações que vão reconhecer as unidades de ensino que obtiverem os melhores resultados e maiores evoluções no Índice Escola Transformação (Inest).

São considerados, ainda, a taxa de participação nas avaliações e a utilização, pelos professores, da plataforma online de ensino oficial da SEE/MG, o Google Sala de Aula. O Índice Escola Transformação (Inest) foi instituído pela SEE/MG e será calculado por meio de dois indicadores: indicador de fluxo escolar e indicador de desempenho, gerando um resultado por etapa de ensino: ensino fundamental anos iniciais, ensino fundamental anos finais e ensino médio.

O índice será calculado três vezes ao longo do ano (Inest-1, Inest-2 e Inest-3), utilizando resultados das avaliações de rede aplicadas ao longo do ano letivo (avaliação diagnóstica, primeira avaliação trimestral e segunda avaliação trimestral). A escola pode acompanhar os indicadores do prêmio no Portal Simave, onde estão disponibilizadas as informações de participação nas avaliações, e também pelo relatório disponibilizado, semanalmente, por e-mail para as unidades de ensino com o indicador de acessos de professores.