Economia Destaques

Cerca de 14,6 mil famílias na região devem receber o ‘Auxílio Mineiro’

Por Talita Souza / Especial

15 de outubro de 2021

Foto: Reprodução.

PASSOS – Nas cidades da região, cerca de 14,6 mil famílias em condição de extrema pobreza devem receber o auxílio de R$600 que começou a ser pago pelo governo de Minas nesta quinta-feira. Em parcela única, o Auxílio Mineiro deve beneficiar 41.044 pessoas e injetar R$8,79 milhões na economia dos municípios, segundo dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas (Sedese). O pagamento está previsto até o dia 29 deste mês e é feito por meio do aplicativo Caixa Tem, em contas poupança dos beneficiários.

De acordo com informações da Sedese, Passos, com 3.328 famílias elegíveis para recebimento, é o município da região com maior número, seguido por São Sebastião do Paraíso (2.085), Piumhi (1.533), Cássia (1.031), Monte Santo de Minas (781), Ibiraci (728), Nova Resende (668), Carmo do Rio Claro (486), Alpinópolis (392), Guapé (385), Capetinga (383), São Tomás de Aquino (334), Claraval (299), Itamogi (275), Bom Jesus da Penha (258), Itaú de Minas (252), São Roque de Minas (237), Jacuí (206), Pratápolis (202), Delfinópolis (199), São José da Barra (170), Vargem Bonita (135), Doresópolis (96), Fortaleza de Minas (80), Capitólio (77) e São João Batista do Glória (46).

Segundo dados da Secretaria-Geral de Minas Gerais (SecGeral), no estado, o impacto estimado é de R$650 milhões para cerca de 1 milhão de famílias cadastradas no CadÚnico em extrema pobreza, que recebem até R$89 mensais por pessoas. O benefício será pago exclusivamente em contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal.
Ainda de acordo com a SecGeral, quem já possui a conta na instituição, terá o auxílio depositado automaticamente.

Já aqueles que ainda não possuem, a conta será aberta automaticamente e poderá ser movimentada pelo aplicativo no celular. As contas-correntes ou poupança convencionais que os beneficiários possam ter na Caixa não serão utilizadas para crédito do benefício. Se o beneficiário não possuir celular, o mesmo poderá comparecer em uma agência da Caixa ou a uma Casa Lotérica, portando um documento de identificação com foto, para conseguir sacar o Auxílio Emergencial Mineiro.