Economia

Como economizar em dias quentes

5 de fevereiro de 2021

Com as altas temperaturas do verão brasileiro cresce o uso de eletrodomésticos para amenizam o calor, como ventiladores, climatizadores de ar e aparelhos de ar-condicionado. Entretanto, o uso desses equipamentos requer atenção dos consumidores, pois geram impactos na conta de luz. Com o intuito de orientar as pessoas sobre alternativas que sejam mais baratas, sem precisar abrir mão do conforto, a Cemig disponibilizou uma lista com algumas dicas para otimizar o uso dos aparelhos que refrescam a rotina.


O que você também vai ler neste artigo:

  • Ventilador
  • Ar-condicionado
  • Economia no banho

Ventilador

O ventilador, por exemplo, é o mais popular entre os aparelhos e é o que possui menor potência. Por apresentar um custo mais baixo, costuma ser o preferido para aliviar o calor. Porém, ainda é valido ter atenção. Thiago Batista, engenheiro de Eficiência Energética da Cemig, destaca que, apesar de gastar menos energia, é preciso prestar atenção no tempo de utilização do aparelho. “O consumo de energia depende, basicamente, de duas variáveis: potência em Watts (W) dos equipamentos e do tempo de utilização (em horas). Para utilizar corretamente a energia, deve-se atuar nessas duas variáveis.” Dessa maneira, mesmo que o ventilador tenha uma potência menor, se o aparelho ficar ligado por um período muito longo, o cliente poderá ter um aumento na conta de energia.

Ar-condicionado

O especialista também esclarece que o ar-condicionado possui uma potência elevada, que funciona de forma similar à geladeira, só que retirando o ar quente do ambiente. Por isso, recomenda que o consumidor também fique atento ao tempo de utilização. Para quem pensa em adquirir um aparelho desse tipo, o ideal é comprar os que têm selo Procel ou que venham com a etiqueta do Inmetro com a letra A, pois são os mais eficientes. “Para as residências, existem dois modelos: o do tipo janela (menos eficiente) e o Split, que é mais eficiente.” Além disso, na aquisição de qualquer um deles deve-se dar preferência para aqueles cujo selo também indica a média provável de consumo mensal. Thiago ainda destaca uma vantagem do Split. Segundo ele, o modelo tem opções com tecnologia inverter, que é ainda mais eficiente, pois trabalha na medida certa para manter a temperatura ajustada.

Economia no banho

Segundo Thiago Batista, o maior gasto com aparelhos de ventilação e refrigeração tende a ser compensado pela economia com o chuveiro quente, que consome grande fatia da conta de luz. “Ao colocar a chave do chuveiro na posição verão, as pessoas podem ter economia de, aproximadamente, 30% do consumo do aparelho ligado em sua potência máxima.” Ele finaliza lembrando que, ainda assim, é importante que o tempo seja observado, pois o consumidor não terá economia na conta de luz se diminuir a potência do equipamento e aumentar o tempo de banho.