Diversos

Torneio de Wimbledon em 2021 terá grande favoritismo de Djokovic e ausência do mineiro João Menezes

28 de junho de 2021

Foto: Canva Pró

O torneio de Wimbledon é o próximo Grand Slam da temporada no circuito do tênis mundial, que até o momento tem sido dominado por Novak Djokovic. A notícia ruim para os brasileiros é que a competição na Inglaterra não vai contar com o uberabense João Menezes, eliminado ainda na etapa pré-qualificatória. Uma derrota para o britânico Jack Jones acabou com o sonho do atleta de 24 anos, que entraria na competição como um dos azarões na disputa por vitórias.

Na verdade, quase todos os tenistas entram na disputa com pouca probabilidade de título, menos o atual campeão. As principais odds para Wimbledon indicam um enorme favoritismo na direção de Djokovic, até mesmo diante de Roger Federer. No dia 23 de junho, o atleta sérvio aparecia com 51,3% de chance de título. O suíço está entre os mais cotados, porém com apenas 6,9% e muito distante de um dos maiores rivais que teve na carreira.

Enquanto isso, o mineiro João Menezes não conseguiu surpreender as cotações de apostas e caiu ainda na fase eliminatória da competição. Em partida disputada no final de junho, o brasileiro perdeu por 2 a 0 em sets de 6-4 e 6-3, tendo sido eliminado da competição que garante uma vaga para a chave principal do torneio britânico. Isso significa que o atleta de Uberaba vai precisar planejar o futuro em outras competições, com um foco maior no US Open, que vai acontecer entre agosto e setembro deste ano.

O torneio de Wimbledon será disputado entre os dias 28 de junho e 11 julho, com a promessa de muitos bons jogos. A torcida mineira ficou sem a presença de um representante, mas isso não significa que a competição será ruim. Pelo contrário, os principais nomes do tênis mundial vão tentar desbancar todo o favoritismo que Novak Djokovic possui nas apostas esportivas. Enquanto isso, o sérvio vai lutar para igualar um número histórico do esporte.


Djokovic perto de Federer e Nadal

Listado como o maior favorito para ser campeão, Novak Djokovic está muito perto de igualar a marca dos dois maiores rivais que possui no tênis mundial. Após o título de Roland Garros, o sérvio chegou aos 19 triunfos em Grand Slam e precisa de apenas mais um para empatar no ranking de maiores campeões desta categoria de torneio. Isso seria um feito grandioso e que daria a chance para o sérvio ultrapassar Federer e Nadal nos próximos meses.

Entretanto, para fazer isso de fato, Djokovic vai precisar brilhar na grama de Wimbledon, o que nunca é uma tarefa fácil. Ele conta com cinco títulos por lá, mas terá alguns rivais de peso nessa caminhada. Além de Roger Federer, o maior campeão do torneio britânico, ele também vai enfrentar nomes como Daniil Medvedev e Stefanos Tsitsipas. Rafael Nadal confirmou que não vai disputar a competição.

O torneio de Wimbledon é um dos mais tradicionais do esporte, e isso explica toda a motivaçã

o dos tenistas envolvidos no calendário. Apesar da ausência de João Menezes, os fãs de outros atletas vão poder acompanhar de perto a luta entre Novak Djokovic e todos os outros tenistas da competição.