Destaques Política

Vereadores pedem repasse de recurso à Associação São Francisco

27 de julho de 2020

Foto: Divulgação

C. R. CLARO – O Presidente da Câmara de Carmo do Rio Claro, Inácio Roberto Lopes (Inacinho Dentista), e o vereador Sandro Pescador pedem que a Prefeitura repasse à Associação São Francisco (ASF) o recurso destinado para castração de animais. Eles conseguiram uma verba no valor de R$100 mil, junto ao deputado estadual Osvaldo Lopes, para auxiliar nos cuidados com os animais do município.

O presidente Inacinho Dentista disse que o recurso já está em conta há aproximadamente dois meses.

Essa verba já veio. Veio no nome da saúde. Essa verba é direcionada para castração de cães na Associação São Francisco, não só da associação, mas para todos os cães de Carmo do Rio Claro. Então, pedir ao Prefeito que essa verba seja transferida para lá o mais rápido possível”, disse.

Em requerimento, os vereadores questionam por qual motivo a entidade ainda não recebeu o dinheiro.

A Câmara aprovou o Projeto de Lei 058/2020, enviado pela Prefeitura, que ratifica as alterações no contrato com o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Rural e Sustentável (Cidrus). Ele foi aprovado com uma emenda da vereadora Angela Vitor.

A participação no consórcio possibilita que pequenos produtores de alimentos de origem animal tenham a possibilidade de inserir seus produtos no mercado. A emenda da vereadora determina que o município possa se desligar do Cidrus quando a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) instituir o Serviço de Inspeção Municipal (SIM). Angela disse que a emenda é um meio de garantir que a Prefeitura não tenha que arcar com multas se desejar participar do serviço oferecido pela Ameg.

O vereador Paulo Marcelo Silva (Paulão) se absteve da votação da emenda. Ele informou que o contrato não prevê danos para o município caso decida sair.

A gente pode votar ele na forma que está que não altera em nada, uma vez que o próprio contrato já diz, de ambas as partes, poderão ser canceladas, sem nenhum prejuízo para ambas as partes”, disse.

O vereador informou ainda que a Ameg pretende começar a atender pelo SIM a partir de fevereiro de 2021.