Destaques Política

Vereadores denunciam abandono de carros zero km em almoxarifado

Talita Souza / Especial

9 de junho de 2021

Segundo parlamentar, um dos carros está com a bateria estragado devido o mau uso dos faróis :/ Divulgação

PASSOS – Vereadores de Passos fizeram uma vistoria no Almoxarifado da prefeitura na última quarta-feira, 2, e “encontraram” oito carros zero km. A vistoria foi feita pelos parlamentares Aline Macedo, Luis Carlos do Souto Junior, João Serapião, Gilmara Silveira de Oliveira, Plínio Costa de Andrade, Francisco Assis Sena de Carvalho e Michael Silveira Reis, que integram a Frente Parlamentar de Enfrentamento à Covid-19 da Câmara de Passos. De acordo com a vereadora Aline Macedo, havia pelo menos oito carros zero km no local.

Segundo a vereadora, a frente é composta por todos os parlamentare da Câmara, com exceção do presidente da Casa, e alguns não puderam participar da vistoria.

“A fiscalização dos carros foi uma ação da Frente Parlamentar, que nós instituímos aqui na Câmara para verificar as ações em relação à covid. Verificamos que tem oito carros zero km. Inclusive, tem até um que a bateria pifou por ter ficado com o farol aceso. Estamos sugerindo que esses carros sejam usados para a população. Reforço a cobrança de que o dinheiro da população tem que ser usado com a população, não justifica ficar parado”, disse a parlamentar.

O vereador Luis Carlos do Souto Junior, o Dentinho, um dos sete parlamentares que acompanharam a vistoria, explicou que a ação foi realizada através de uma sugestão feita por um morador do município para a Frente Parlamentar e que foi sugerido para que o Executivo utilize os carros para o transporte de pacientes com Covid-19 e uso da brigada municipal.

“Nós detectamos isso e solicitamos da prefeitura informações sobre o porque os mesmos estavam naquela situação, já que se tratavam de carros novos. Nesse mesmo dia, a gente teve um procedimento e um funcionário da prefeitura nos disse que alguns estavam sem o seguro particular do veículo e por isso não estavam rodando. Então, o que nós apuramos por enquanto foi isso”, explicou.

A Folha da Manhã entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, que não deu um retorno sobre o assunto até o fechamento desta edição.