Destaques Política

Vereador relata caso de difamação e diz que providências estão sendo tomadas

10 de junho de 2021

O vereador Lucas Carielo diz que ele e o prefeito foram alvos de difamação :/ Divulgação

C. R. CLARO – O vereador Lucas Carielo relatou, na reunião desta semana da Câmara Municipal de Carmo do Rio Claro, que ele e o prefeito da cidade, Filipe Carielo, foram alvos de difamação durante o feriado de Corpus Christi. Foram divulgadas fotos de veículos na rua da casa onde eles moram e uma informação falsa de que eles estariam promovendo uma festa. O vereador destacou que muitos dos veículos eram de vizinhos e que medidas já estão sendo tomadas.

De acordo com o parlamentar, esse material foi divulgado em redes sociais. Ele esclarece que estava em casa com mais quatro pessoas, não havendo assim aglomeração. Disse que isso pode ser comprovado por meio das imagens de segurança de um prédio que filma a residência, imagens essas que já foram solicitadas. A partir delas, pretende-se identificar quem produziu o material difamatório e tomar as providências necessárias.

Lucas Carielo destacou que a Prefeitura disponibiliza o disk denúncia e que todo cidadão tem direito de acioná-lo em caso de suspeita sobre a existência de festas e aglomerações. No entanto, repudiou os atos difamatórios ocorridos.

“Nós estamos, a todo o momento, dispostos a melhorar, mas a gente lamenta e repudia profundamente essas pessoas – sem ter o que fazer, de mau coração, de má fé – que fazem esse tipo de publicação, tumultuando um momento tão difícil que a gente vive”, disse o vereador.

Investimento

Ainda na reunião, o vereador Wilber Pitol Moura fez indicações ao Poder Executivo sugerindo a realização de alguns investimentos em espaços públicos. Solicita que sejam construídos chalés para geração de renda e melhorias para realização de práticas recreativa e esportiva.

O vereador lembrou que existe uma lei em vigor que autoriza a construção de chalés em determinados espaços públicos. Então, sugeriu à administração que construa os chalés e abra um processo licitatório em que vença o maior preço oferecido para aluguel. Destacou que, dessa forma, mais pessoas poderão participar do procedimento e iniciar uma atividade geradora de renda.

O vereador Wilber disse que, no ano passado, a prefeitura fez uma licitação em que o vencedor do certame teria que construir o chalé. Disse que não concorda com esse procedimento, porque se, futuramente, o ganhador desistisse do negócio, perderia o investimento. Além disso, destacou que o preço para a construção de um chalé gira em torno de R$25 mil reais, o que impediria a participação de muitos interessados.

“Tem muita gente que quer trabalhar, tem condições de trabalhar, pode estar gerando renda com isso e não tem esse valor inicial de investimento”.

Ele ainda salientou que a instalação desses chalés nos bairros será de grande importância para o pós-pandemia, pois vai gerar renda e trazer as famílias para as áreas institucionais e praças dos bairros do município.

Para o vereador, esse é o momento de investir em áreas públicas para que as pessoas tenham onde frequentar depois desse longo período de isolamento. Então, também sugeriu ao Poder Executivo que revitalize as praças dos bairros, melhorando a arborização e colocando bancos. E que sejam construídos parquinhos infantis e quadras de basquete de três e peteca. Disse que, desse modo, as praças se tornarão locais atrativos e agradáveis para realização de atividades recreativas e exercícios físicos.