Destaques Geral

Vendas de Natal aumentam até 18%

4 de janeiro de 2021

Empresas estão optando por de divulgação em redes sociais./ Foto: Reprodução.

PASSOS– Em um ano atípico marcado pela pandemia da covid-19, que impactou diversos setores da economia, o comércio varejista de Passos ficou movimentado com as vendas de Natal, que agradaram os lojistas. De acordo com um levantamento realizado pela Folha em diversas lojas da cidade, houve um aumento de aproximado de 12% a 18% nas vendas em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Os dias com maior fluxo foram na quinta-feira, 23, e na véspera de Natal, 24. As lojas da cidade ficaram, como de costume, com o horário estendido durante o final do ano, mas como afirma Deise Martins, crediarista de uma loja de eletrodomésticos, o período no qual os clientes mais procuraram o comércio foi até as 18h. Após desse horário, “o pessoal estava mais passeando”, disse Deise.

Fabrício Henrique Santana de Queiroz, gerente de uma loja de calçados, se mostrou surpreendido com o crescimento de 12% nas vendas em relação ao ano anterior. Como estimou ele, até passar o Ano Novo, a loja pode chegar aos 18% de aumento. Outra observação que o gerente fez sobre este ano, é que os clientes foram pontuais e entravam na loja para comprar e saiam, evitaram ficar pesquisando e passeando nos estabelecimentos.

Não tenho o que reclamar, surpreendeu bem positivamente, mesmo com todas as dificuldades, como fornecedores que não conseguiram entregar os produtos. A gente fica assustado, fica com medo, tem as restrições e, mesmo com todas elas, foi positivo. Tivemos que colocar segurança na porta para não entrar cliente a mais do que o permitido, tivemos que restringir e, se não tivesse restringido, teríamos atingido os 18%”, disse.

Já José Rogério da Silveira, gerente de uma loja de utensílios, contou que houve 18% de aumento nas vendas quando comparado o fechamento deste ano, com o anterior. Para ele, isso se deve ao auxílio emergencial e planejamento do cliente.

O aumento nas vendas poderia passar dos 50%, se não fosse pela pandemia. É o que aponta o proprietário de uma loja de artigos esportivos, Israel Jeronimo Soares, que afirmou que no, ano anterior, sua loja teve menos clientes e que, nesse ano, houve quase 20% de crescimento. Além disso, as vendas através do aplicativo Whatsapp também vêm surpreendendo e ajudando no negócio.

Já para Adriana Pereira Silveira, gerente de uma loja de roupas, as vendas no final de 2020 se mantiveram no mesmo patamar do ano anterior, ficando dentro do esperado.

Por causa da pandemia, sabíamos que não iria ter tanto movimento, o pessoal está se resguardando. Somente o final de ano não deu para recuperar os outros meses, vai ser um caminho a ser percorrido”, pontuou.

Assim como na loja em que Soares trabalha, Adriana reforçou que as vendas por outros canais foram as que representaram os maiores aumentos. A gerente confirmou que houve uma elevação significante de cerca de 40% nas vendas pelo e-commerce da loja, se tornando “uma opção para contornar a situação”, disse.