Destaques Esporte

Vasco quer ser reconhecido como campeão intercontinental

15 de janeiro de 2021

O clube defende que o Torneio Rivadávia Corrêa Meyer de 1953 é similar ao atual Mundial de Clubes. / Foto: Divulgação

RIO DE JANEIRO – O atual presidente do Vasco, Alexandre Campello, e seu sucessor, Jorge Salgado, foram à CBF para encontrar Rogério Cabloco, mandatário da entidade, na última terça-feira, 13.

A intenção do encontro foi tratar a transição de poder em São Januário e o reconhecimento do Torneio Rivadávia Corrêa Meyer, conquistado pelo Vasco em 1953 e organizado pela antiga Confederação Brasileira de Desportos, como Torneio Intercontinental de Clubes.

Até o Mundial de Clubes passar a ser organizado anualmente pela Fifa, os campeões da Libertadores e da Champions League se enfrentavam na Copa Intercontinental, que foi disputado entre 1960 e 2004. O time de São Januário quer que o Torneio Rivadávia Corrêa Meyer tenha esse mesmo reconhecimento.

Campello e João Ernesto Ferreira, vice de relações especializadas do Cruzmaltino, encaminharam um ofício à CBF para obter o reconhecimento. O Rivadávia Corrêa sucedeu a Copa Rio, conquistada por Palmeiras e Fluminense, dois clubes que também querem o tratamento de campeão mundial.