Destaques Economia

Valor de exportações cai 0,62% na região no primeiro semestre de 2020

7 de julho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – Dados do portal virtual Comex Stat, vinculado ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, apontam que o médio valor arrecadado em exportações está estabilizado na região, mesmo durante a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. As informações são referentes ao primeiro semestre deste ano, visto que a diminuição foi de apenas 0,62% em relação ao mesmo período de 2019.

Embora o levantamento geral mostre pouca diminuição nas transações, em alguns municípios os números caíram significativamente. Carmo do Rio Claro é o local que registrou a maior queda, sendo de 92,98% e, em volume de negócios, passou de US$7.827 milhões para US$549 mil. Em outras cidades a diferença também é vista, como em Monte Santo de Minas, que registrou o decréscimo de 59%; Passos com redução de 62,84% e São Tomás de Aquivo que recuou 44%.

Em contrapartida, com o maior fluxo monetário ficou São Sebastião do Paraíso, que subiu de US$60.794 milhões para US$69.256 milhões, com alta de 13,92%. Atualmente, o produto mais procurado é o café em sacas do grão torrado, descafeinado, em cascas ou películas; o que classifica a cidade como a 31ª no ranking de exportações em Minas Gerais.

A elevação percentual neste segmento também foi vista em outros quatro municípios, sendo Ibiraci que teve saldo positivo de 2,99%, indo de US$3.464 milhões até US$3.568 milhões; Piumhi com alta de 22% por conta do avanço de US$16.355 milhões indo até US$19.962 milhões; Guapé que cresceu 207% com aumento de US$24 mil para US$74.443 mil e, com a maior porcentagem de expansão está Claraval, que somou 663% nas negociações externas, as quais totalizavam US$24.195 mil no ano passado e agora já são US$880 mil.

Entre as mercadorias mais enviadas ao mercado externo estão café, soja, milho, produtos lácteos, frango, carnes vermelhas e miudezas comestíveis.