Destaques Do Leitor

Vacina

14 de dezembro de 2020

A mesma liberdade individual que autoriza a não vacinar-me obrigatoriamente é a mesma vale para para tomar uma vacina já aprovada em outros países? Veja que a razão para ser obrigatória é a mesma que embasaria o impedimento para uso da vacina não aprovada: a saúde pública. Realmente, não dá para entender.

Raul Moreira Pinto – Passos/MG


Cinemas

A decisão da empresa Warner de lançar todas as suas produções cinematográficas que estão para sair simultaneamente nos cinemas e na plataforma de streaming HBO Max levantou uma discussão na internet sobre por quanto tempo os cinemas ainda existirão. Com a tendência cada vez maior de as pessoas utilizarem plataformas que disponibilizam diversos conteúdos como filmes, séries e documentários, como a Netlix, Amazon Prime, DisneyPlus, HBO Go, entre outras, a falência dos cinemas nos próximos anos é uma possibilidade, com um público cada vez mais acomodado em consumir filmes em suas próprias casas. Ainda que seja apenas uma possibilidade, é triste pensar que a experiência dos cinemas pode ter fim nos próximos anos, mas a transformação é inerente à sociedade e, mais cedo ou mais tarde, algumas coisas ficam para trás, dando lugar às novas.

Eduardo Martins – Belo Horizonte/MG


Sucesso do leilão da CEB

Com problemas financeiros e com risco de até perder a concessão, a Companhia Energética de Brasília (CEB) em leilão acirrado foi arrematada por um valor bem acima do preço mínimo de R$ 1,423 bilhão. Controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, a Neoenergia venceu o leilão com ágio de 76,63%, e lance de R$ 2,515 bilhões. Essa estatal que até aqui era controlada pelo CEB Holding, do governo do DF, atende a 3 milhões de pessoas. E esse exitoso leilão foi conduzido pelo BNDES, que também comemorou o resultado deste importante evento. Assim como o contribuinte brasileiro se livra de mais uma estatal, e de péssima gestão dos recursos públicos…

Paulo Panossian – São Carlos/SP