Destaques Geral

Unimed promove live em comemoração ao Agosto Dourado

A live será conduzida pela pediatra cooperada da Unimed, Lilia Jane Marques de Sousa Vianna e pela enfermeira neonatologista e consultora em aleitamento materno, Terezinha Andrade

24 de agosto de 2021

A Unimed Sudoeste de Minas realiza no dia 24 de agosto a live “Dialogando sobre Amamentação: dicas para enfrentar os desafios do aleitamento materno” que será realizada no perfil da cooperativa médica no Instagram ( @unimedsudoestemg )às 19 horas. O evento online é aberto para todos os interessados no tema, especialmente futuros pais e aqueles que têm filhos recém-nascidos, bem como familiares e pessoas que fazem parte da rede de apoio da família nesta fase.

A live será conduzida pela pediatra cooperada da Unimed, Lilia Jane Marques de Sousa Vianna e pela enfermeira neonatologista e consultora em aleitamento materno, Terezinha Andrade. O objetivo é tirar dúvidas sobre o tema e apresentar orientações para facilitar o dia a dia da família no processo de amamentação do bebê. “O Agosto Dourado é uma campanha da Sociedade Brasileira de Pediatria para estimular o aleitamento materno. O tema deste ano é ‘Todos pela amamentação: proteção para a vida inteira”. Queremos trazer informações, tirar dúvidas e falar sobre a importância da amamentação, que se torna um investimento na saúde física e emocional, gerando benefícios que se prolongam até a vida adulta”, esclarece a pediatra.

A enfermeira Terezinha Andrade reforça a importância da participação de todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente neste tema. “Este é um evento voltado não apenas para as mães, mas para os pais, que precisam ser incluídos neste processo e também para a rede de apoio desta mãe, que são os avós, tios, amigos, ou seja, todas as pessoas em quem ela confia os cuidados da criança. Também vale destacar o convite aos casais tentantes pois o preparo para a amamentação pode e deve começar antes da concepção e, muitas vezes, este é um tema pouco abordado. Além disso, não é um evento apenas para as famílias que aleitam o bebê exclusivamente com leite materno, mas também é aberto para aquelas que, por diversos motivos, fazem o aleitamento misto entre leite materno e fórmulas ou mesmo aquelas que utilizam fórmulas, mas desejam alimentar o bebê com o leite materno”, acrescenta.

A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria e Organização Mundial de Saúde é de que a criança seja alimentada exclusivamente com o leite materno até os seis meses de idade e em conjunto com outros alimentos até os dois anos de idade ou mais. “Nunca é demais relembrar que o leite materno é o alimento perfeito para o bebê, mas existem muitos mitos acerca do aleitamento que, em algumas situações, podem levar a família a desistir da amamentação. Existem diversos benefícios do ponto de vista afetivo, nutricional, neurológico, cognitivo e neuromotor, por exemplo. Portanto, cabem estes esclarecimentos para que o maior número possível de crianças possa contar com essa proteção que o aleitamento oferece. Este evento vem para termos um espaço de diálogo em que seja possível desmistificar algumas questões, ouvir e orientar as famílias sobre o assunto”.