Destaques Geral

Uemg promove concurso fotográfico ‘Horta na Varanda’

26 de setembro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – Os Centros Acadêmicos dos cursos de Engenharia Ambiental e Engenharia Agronômica da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) Unidade Passos, deram início ao concurso ‘Horta na Varanda’, que teve início no dia 3 de setembro e está previsto para se encerrar em 23 de novembro de 2020.

O concurso tem como objetivo estimular a prática de uma alimentação saudável e sensibilizar a comunidade acadêmica da Uemg e a comunidade regional sobre questões ambientais, abordando um contato criativo e simples com a natureza, principalmente, durante o momento de isolamento social gerado pela pandemia da covid-19.

Podem participar do concurso toda a comunidade acadêmica da universidade (estudantes, docentes, técnicos, analistas, trabalhadores e trabalhadoras terceirizados) e também a comunidade externa, moradores de Passos e região.

Para concorrer, basta realizar postagens de fotografias na rede social Instagram, utilizando a hashtag #hortanavarandauemg até o dia 23 de novembro. Os organizadores também fazem uma observaçãoaos participantes de que o perfil do Instagram deve estar no modo “público”, pelo menos durante a vigência do concurso.

A idealizadora do projeto é a professora e coordenadora do curso de Engenharia Ambiental, Maria José Reis. Segundo a professora, o projeto foi pensado sobretudo porque é bastante comum, em momentos difíceis, como o que todos nós estamos passando, que as pessoas direcionarem a ansiedade à alimentação menos saudável, abusando do uso de produtos industrializados.

Neste sentido, o concurso foi criado como uma forma de estimular o entretenimento e ocupação positiva dentro das residências e o cultivo de hortas domésticas, as quais promovem reduções dos custos e aumento da qualidade dos alimentos ofertados às famílias.

Estamos passando por um período no qual as pessoas estão ficando mais tempo em casa devido à pandemia. A ideia do Projeto Horta na Varanda surgiu do anseio em promover uma atividade que estimulasse o bem-estar físico e mental das comunidades acadêmicas e regional, de forma a diminuir a ociosidade da quarentena, promover a prática de alimentação saudável e despertar o gosto e cuidado pela terra”, explicou Maria José.

Além disso, o concurso também irá incentivar a criatividade e conscientização sobre a importância da reutilização de materiais para a conservação ambiental, valorização de espaços vazios nas diferentes residências e a união das pessoas, através das postagens no Instagram, mesmo diante desse distanciamento social.