Destaques Geral

Transporte coletivo vai deixar de aceitar bilhete de papel

3 de abril de 2020

PASSOS – A CAF Transportes, responsável pelo transporte coletivo em Passos, informou que não aceitará mais vales de papel como pagamento pelo transporte a partir do dia 4 de abril. O prazo para trocas os tickets vai até 15 de abril. A empresa também está orientando os passageiros a efetuarem os pagamentos em cartão eletrônico e a evitarem o uso de dinheiro.
O gerente da empresa, Mário Messias de Lima, afirma que a Caf não vai deixar de transportar as pessoas. “Não vamos deixar de transportar ninguém, muito pelo contrário, a orientação é continuar recebendo, mas temos a data limite, que é dia 15 de abril, e vamos trocar esses vales na garagem, porém, o recebimento desses vales de papel dentro do veículo, ele vai acontecer até sexta agora, dia 3”, disse.
De acordo com o gerente, essa medida é em função da pandemia do novo coronavírus (covid-19). “A gente vem adotando o sistema de bilhetagem eletrônica, que é o cartão que dá direito ao transporte e, com isso, a pessoa não precisa mais ter contato direto com o operador que é o motorista. Por causa desta pandemia, nós achamos que, por medida de segurança, devemos tentar tirar o máximo possível o dinheiro em circulação dentro dos ônibus, uma vez que o motorista manuseia essas cédulas e devolve ao usuário, e a gente sabe que o dinheiro é um grande transmissor”, afirma.
Para adquirir o bilhete eletrônico, segundo a empresa, não há custo. A única necessidade é a recarga mínima de cinco passagens. Esse número também vale para tickets de papel na hora da transferência para o cartão eletrônico. A troca será na garagem da empresa, que se fica na rua Caetés número 150, ao lado da garagem do Saae. O funcionamento do estabelecimento é das 8h às 17h30, com pagamento em dinheiro. “No momento, as recargas estão sendo feitas apenas na garagem, mas já está sendo firmado um contrato com o Terminal para que a gente tenha uma máquina lá para fazer a recarga” esclareceu.
A empresa atua no município desde julho de 2019 e utiliza 12 veículos de sua frota em três linhas. Atualmente, está atuando com metade dos ônibus e um espaçamento maior de tempo entre um e outro devido veículo devido a quarentena.