Destaques Geral

Terço dos Homens de Santa Rita completa 10 anos

Por Ézio Santos / Especial

4 de dezembro de 2020

ATÉ HOJE, A CAPELA DE SANTA RITA, EM PASSOS, É BASTANTE FREQUENTADA NO DIA DA REZA DO TERÇO DOS HOMENS. / Foto: Divulgação

PASSOS – Há exatos dez anos, foi criado em Passos o primeiro Terço dos Homens, Filhos da Santa Virgem Maria. A maioria dos precursores fazia parte da comunidade religiosa da capela de Santa Rita, pertencente ao território paroquial de Nossa Senhora das Graças.


Você também pode gostar de: Agências do Itaú são fechadas devido à covid-19

Após agredir namorada, homem é preso por posse ilegal de arma

O eletricitário Hélio de Jesus Rodrigues, de 50 anos, ficou sabendo que em Arcos (MG), cidade onde nasceu, localizada na região Oeste do estado, havia um conjunto de homens que rezava o terço ou o Santo Rosário, na igreja Santo Antônio.Participei um dia da celebração, gostei muito, e disse para mim mesmo: vou formar uma turma na comunidade de Santa Rita”, contou.

Dias depois, Rodrigues chamou alguns integrantes do grupo Jovens Unidos a Cristo e Maria (Jucem), da paróquia Nossa Senhora de Fátima, e propôs a ideia.

Não deu outra: todos toparam, inclusive muitos amigos adultos, moradores da comunidade, e reunimos 35 pessoas. Organizamos tudo para a primeira reza, que ocorreu no dia 4 de dezembro de 2010, em um sábado. Como é tradição, os membros do Terço dos Homens da igreja Santo Antônio vieram nos apadrinhar. As celebrações acontecem até hoje, sempre nas noites de terça-feira”, disse.

O coordenador da equipe de música do terço de Santa Rita, desde a sua criação, Messias Alves Grilo, de 60 anos, diz que foi uma benção de Deus a sugestão de Rodrigues.

Através de nós, hoje, Passos e região têm dezenas de grupos de homens que rezam o Santo Rosário juntos. É gratificante, uma, duas ou três vezes por semana orarmos juntos, porque a gente atende a pedidos para ir até residências, além de não impedir as mulheres de participarem também. Vêm de longe devotos de Santa Rita participar conosco às terças-feiras. Isso é muito bom”, enfatizou.

Rodrigues, que está morando novamente em Arcos, conta que o segundo Terço dos Homens criado em Passos foi o da capelinha centenária de Nossa Senhora da Penha, hoje território paroquial de São Luís Maria Grignion Montfort.

Depois, nós apadrinhamos grupos de outras paróquias da cidade, além de fazermos o mesmo em Cássia, Pratápolis e São Sebastião do Paraíso. Virou febre em todo o país, graças a Deus e à Virgem Maria, porque até bem poucos anos, eram as mulheres que comandavam a reza. Homens eram pouquíssimos. Para ter uma ideia, uma vez por ano, em Aparecida (SP), acontece o Encontro Nacional dos Terços dos Homens. Que maravilha”, finalizou.

As nove paróquias de Passos possuem os grupos que formam o Terço dos Homens, inclusive algumas capelas e igrejas frequentadas por católicos das comunidades de diferentes territórios. Curiosamente, Nossa Senhora das Graças é a única igreja matriz da cidade onde não se reza o terço uma vez por semana. Quando os frequentadores dos grupos se encontram em qualquer lugar que seja, as palavras ditas após os cumprimentos são: “Salve Maria”.


Novo pároco

Desde o dia 18 de setembro, o padre Luciano do Nascimento Rodrigues, de 30 anos, é o pároco de Nossa Senhora das Graças. Natural de Cássia (MG), ele ocupa a função de padre Marcos Ferreira, atual administrador da paróquia Sagrada Família/Santo Antônio, em Machado, na região Sul do Estado. Ordenado sacerdote em 25 de abril de 2019, Luciano trabalhou apenas como vigário da basílica Nossa Senhora da Saúde, em Poços de Caldas (MG). Lá, o pároco é Francisco Carlos Pereira, que já exerceu a mesma função na paróquia São Benedito, em Passos.

Quando os frequentadores dos grupos se encontram em qualquer lugar que seja,
as palavras ditas após os cumprimentos são: “Salve Maria”. / Foto: Divulgação