Destaques Política

Sul de Minas entrega apenas 366.104 declarações de IRPF

2 de junho de 2021

no sul de minas foram transmitidas 366.104 declarações, já em todo o país, aforam 34.168.569 :/ Divulgação

PASSOS – A Receita Federal de Varginha informou nesta terça-feira, 1º, que recebeu 366.104 declarações de Imposto de Renda 2021, referentes ao ano-base 2020 no Sul de Minas. Em todo o país, a Receita Federal recebeu 34.168.569 declarações. Apenas 16.246 passenses entregaram dentro do prazo e 10.697 paraisenses.

Em Minas Gerais foram entregues 3.229.081 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2021, ano-base 2020 o que corresponde a 9,46% do total Brasil. No Sul de Minas a cidade que entregou o maior número foi Poços de Caldas, com 33.372 declarações.

Em entrevista coletiva, o secretário especial da Receita Federal do Brasil, auditor-fiscal José Tostes, afirmou que a entrega das declarações do IRPF 2021 ocorreu “dentro da normalidade e sem intercorrências”. O secretário destacou a importância da parceria do órgão com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que possibilitou a recepção de mais de 2.500 declarações por minuto no último dia do prazo.

Quem não entregou a declaração do IRPF poderá fazê-lo a partir desta terça-feira, 1º. A Receita alerta que os contribuintes que perderem o prazo estão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$165,74 e máxima de 20% do imposto devido, caso enviem a declaração antes de ser iniciada uma fiscalização pelo órgão. Se a fiscalização for iniciada, a multa gerada pelo lançamento de ofício, podendo chegar a até 150% do imposto devido. Por isso, é importante que, mesmo passado o prazo, o contribuinte envie sua declaração através do programa disponível no site da Receita Federal. (www.gov.br/receitafederal).

Restituição

Já teve início o pagamento das restituições do IRPF para os cidadãos com prioridades previstas em lei e parte daqueles que enviaram suas declarações antes do prazo final. Hoje foi liberado o maior valor em lote de restituição da história: são 6 bilhões de reais restituídos a cerca de 3,4 milhões de contribuintes. Desses: cerca de 2,2 milhões para cidadãos acima de 60 anos, 128 mil para cidadãos com deficiência ou moléstia grave, 891 mil para cidadãos que tem a maior parte da sua renda proveniente do magistério e outros 264 mil não prioritários.

Outros quatro lotes serão liberados no último dia de cada mês, somando um total de R$ 23,6 bilhões.

Fundos

Até 6% do imposto devido por ano podem ser destinados a estes fundos sem que o contribuinte pague um valor maior de imposto ou tenha o valor de sua restituição diminuído. O mecanismo na prática apenas permite que parte do imposto devido seja destinado diretamente para um fundo social de sua localidade. O cidadão também pode optar por destinar a verba para os fundos estaduais ou para os fundos nacionais.

Vale ressaltar que a doação aos fundos não precisar ser realizada apenas no momento da declaração do IRPF, podendo ser realizada a qualquer momento do ano e informada na declaração posterior. O cidadão que quiser mais informações sobre como destinar parte de seu imposto de renda devido pode acessar o site da Receita Federal, e clicar em “Meu Imposto de Renda”, “Destinação do Imposto de Renda”.

A Receita Federal destaca que o Imposto de Renda tem importância social e interfere diretamente no bem-estar da população brasileira. É por meio dele que a União investe, por exemplo, em segurança pública, educação, saúde, infraestrutura, cultura e moradia. Você faz parte desta Receita.