Destaques Geral

SinRural se diz impedido de atuar junto à Casmil

1 de fevereiro de 2021

Foto: Helder Almeida

PASSOS – O Sindicato dos Produtores Rurais (Sinrural) de Passos, através de uma nota divulgada na noite de sexta-feira, considerou como “lamentável a situação pela qual passa a Cooperativa Agropecuária do Sudoeste Mineiro Ltda.”, mas esclareceu que “não há previsão legal ou estatutária que permita ao Sindicato intervir junto à Cooperativa”.


Você também pode gostar de:

A nota, assinada pelo presidente Darlan Esper Kallas, foi uma reação às declarações do ex-presidente do SinRural e ex-conselheiro da Casmil, Emerson Cardoso de Carvalho, divulgada na edição da Folha de sexta-feira, em que ele cobrava uma ação do Sindicato diante da crise da Cooperativa. A nota tem o seguinte teor:

De fato, é lamentável a situação pela qual passa a Cooperativa Agropecuária do Sudoeste Mineiro, no entanto, é importante esclarecer que a Casmil é uma instituição de natureza privada, regida e regulamentada por um Estatuto, o qual confere ao Presidente do Conselho Administrativo, ao Conselho Fiscal e aos próprios associados, poderes para reprimir eventuais desvios administrativo, patrimonial, funcional ou estatutário, através da convocação de uma Assembleia”.

Como ex-Presidente do SinRural, o ex-Conselheiro Fiscal da Casmil deveria saber que não há previsão legal ou estatutária que permita ao Sindicato dos Produtores Rurais de Passos intervir junto A Cooperativa, cujas nuances administrativas, falhas e eventuais infracões ali cometidas devem ser apuradas, resolvidos e reprimidas no âmbito de uma Assembleia Geral.

“Cabe aqui esclarecer que alguns produtores rurais procuraram o SinRural com assuntos relacionados A Casmil, no entanto, a maioria já se encontrava desligada de seu quadro social, não gozando, portanto, de qualquer legitimidade para questioná-la.

Aqueles que ainda estavam vinculados ao quadro da instituição, foram prestadas todas as informações e orientações quanto às medidas estatutárias passíves de serem tomadas. Por fim, lamentamos o conteúdo das declarações, pois jamais fomos procurados pelo ex-conselheiro, que é Sindicalizado, para discutir assuntos e problemas relacionados à Casmil. O SinRural informa que continua à disposição de seus associados”, informa.