Destaques Do Leitor

Simplifica as coisas

8 de agosto de 2020

Simples assim. É comum ouvirmos hoje em dia que determinadas pessoas levam uma vida corrida e isto significa mais estresse, menos qualidade de vida e menos saúde, não é mesmo (PP)? Claro! Mas, se desejarmos viver de verdade e com melhor aproveitamento todos os dias, e não somente nos fins de semana, teremos que harmonizar a nossa rotina e nos dedicarmos a melhorar a situação. Como? Ah, simplificando. Não deixe para viver a sua vida somente após a aposentadoria. Além de ser mais difícil, é mais curta a vida. Então, simplifique agora a sua rotina.

Procure aumentar e ganhar mais tempo livre para viver o agora. Não espere. Não fique esperando acontecer. Defina as prioridades mais importantes de sua vida. A organização é uma ótima aliada e está muito ligada ao tempo livre que temos no nosso dia. Mais organização, mais tempo livre. Viver o presente elimina a ansiedade e outras preocupações não importantes. A motivação ajuda mudar a sua vida para melhor. Não perca preciosos momentos na vida, estressado ou ansioso. A forma é muito simples para a mudança: menos é mais! E, assim, será para sempre a partir de agora, porque o ar que se respira hoje em 2020, inspira novos tempos e “O que vai ficar deste momento é a certeza de que a gente não controla nada”.

Fernando de Miranda Jorge – Jacuí/MG

Trabalho de Moro

Sérgio Moro, visando ao bem coletivo, mesmo com o sucesso na Operação Lava-Jato, condenando figuras públicas das áreas da política e empresarial, até então impunes, deixou o cargo de juiz em prol do Brasil. Objetivando, como ministro da Justiça e Segurança Pública, melhor combater a corrupção. Submeteu ao Congresso as ‘dez medidas contra a corrupção’, que, a duras penas e desidratadas, foram aprovadas pelo Legislativo. Mesmo assim, foi um avanço. Após algum tempo, além dos apenados na Lava-Jato, dentro do próprio governo e no Judiciário Moro foi combatido e desamparado, até que, frustrado, pediu demissão. Mas o seu legado é perene. Será sempre o indelével marco na Justiça brasileira: ‘Antes de Moro e depois de Moro’.”

Humberto Schuwartz SoareS – Vila Velha – ES