Destaques Esporte

Sérgio Coelho é eleito presidente do Atlético-MG

14 de dezembro de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

Belo Horizonte – A eleição presidencial do Atlético-MG foi apenas protocolar e definiu o empresário e conselheiro Sérgio Coelho como o mais novo mandatário do clube. A gestão do escolhido começa, oficialmente, em janeiro de 2021, com prazo final em dezembro de 2023. Ele sucede Sérgio Sette Câmara, que abriu mão de tentar uma reeleição.

Foram 189 conselheiros votantes. Desses, 188 votaram na chapa de Sérgio Coelho. Houve ainda um voto em branco.
Sérgio Coelho terá como vice-presidente o advogado José Murilo Procópio, que irá substituir Lásaro Cândido. Apesar de só tomar posse oficial no ano que vem, Coelho conversa com a atual gestão e toma conhecimento das situações do clube, em um processo de transição do poder.

O presidente foi escolhido pela maioria dos 366 conselheiros do Galo com poder de votação. O pleito ocorreu de 9h às 17h desta última sexta-feira, no Labareda, um dos clubes sociais que pertence ao Atlético. As reuniões do Conselho Deliberativo normalmente são realizadas na sede administrativa. Mas a Covid-19 transportou os encontros para o local na região da Pampulha.

O novo presidente já fez parte do dia a dia político do Galo, de forma ativa, há 20 anos. Foi vice-presidente de futebol da gestão de Ricardo Guimarães (2001-2006) e também esteve presente na época em que Paulo Cury (1998) e Nélio Brant (1998-2001) eram os mandatários. Coelho foi candidato único de uma eleição presidencial que se desenhava agitada no início do segundo semestre, com o distanciamento da ala política da qual Sette Câmara pertence com os conselheiros que apoiam Alexandre Kalil.