Destaques Opinião

Seremos salvos pela leitura

POR PAULO NATIR

29 de setembro de 2020

“Senhor, una-nos enquanto fulge o dia/ Nos guiando a literatura frente a plena primavera/ Pela fraterna harmonia, causa nobre e sincera/ Edifica, entre nós, o reino da sabedoria.” Esses versos são de autoria do poeta Umberto Umbelino de Carvalho. Dias desse, eis que nos encontramos e ele estava segurando uma pasta repleta de folhas separadas. Disse-me que pretende reunir esses escritos em um livro. Trocamos algumas ideias e tive o prazer de aconselha-lo a colocar em prática a edição de mais uma obra. Ele já publicou o livro Meus Sonhos, Rudes Trovas. Umberto é membro da Escritores & Cia (Associação dos Escritores de Passos e Região).

São graves os problemas causados pelo novo coronavírus. O mais conflitante são as lesões que a Covid-19 faz no cérebro das pessoas. Principalmente os idosos – agora privados do prazer de dar suas voltinhas pelas praças ou se encontrarem na esquina – são alvos fáceis dos mais variados problemas de saúde pelos quais sofrem os seres humanos. A pandemia não acabou, porém, acho que a maioria da população brasileira se cansou desse novo normal e age como se estivéssemos livres do vírus. Pena.

O mês de setembro já está se despedindo. Agora, mais do que nunca, precisamos lutar contra um terrível comportamento infelizmente comum na sociedade. Precisamos dar oportunidade ou mesmo importância para muitas pessoas que querem ser apenas ouvidas, mas não encontram ninguém com paciência para escutá-las. Não se esqueçam: a solidariedade tem um poder incalculável – em todos os aspectos da vida.

A pandemia e consequentemente as medidas de restrições, como o distanciamento e isolamento social estão trazendo sérios problemas à coletividade. Muitas crianças, jovens e idosos estão apresentando problemas como estresse, sentimento de angústia, ansiedade, medo e outros distúrbios psicológicos. Os médicos também estão verificando muitos casos de doenças psicodermatológicas – que tem fundamento nas doenças de pele e a saúde mental dos pacientes. Todo cuidado e atenção são fundamentais.

Além dos graves problemas de ordem econômica temos também sérios problemas de ordem educacional e social. O ano letivo está muito comprometido e os educadores estão enfrentando inúmeras dificuldades para equacionar as perdas em 2 020. A sociedade civil organizada e nossos dirigentes devem usar muito o conhecimento e, sobretudo a criatividade para sanar todos esses percalços.

Em Passos, por exemplo, não terremos em 2 020 a espetacular Flipassos – Feira de Literatura de Passos. Justo agora quando seria homenageado um grande ícone educacional: o magnífico professor Gilberto Andrade de Abreu.
Foram lindas as homenagens prestadas aos paraninfos nas edições anteriores da feira. O professor Antônio Teodoro Grilo, o escritor Marco Túlio Costa e o jornalista Carlos Alonso Parreira são unanimidade quando falamos em comunicação social.

“Estudamos a possibilidade de promover uma feira virtual, porém, principalmente pela grandeza do professor Gilberto, descartamos essa alternativa”, informou o secretário municipal de Cultura e Patrimônio Histórico Carlos Jorge Ribeiro. Para Marco Túlio Costa o isolamento social interrompeu os trabalhos que vinham sendo realizados para implantação do Plano Municipal do Livro e da Leitura. “As pesquisas, consultas públicas ou mesmo entrevistas com mestres e especialistas precisaram ser interrompidas em virtude da pandemia”, explicou o escritor. Marco Túlio preside a comissão formada para a implantação do plano no município passense. Por isso e por todos os demais motivos vamos rezar muito para que os cientistas anunciem uma vacina para a Covid-19. Uma boa semana a todos.

PAULO NATIR é Jornalista