Destaques Política

Sem projetos, Câmara de Passos vira muro de cobranças

Por Adriana Dias / Redação

28 de julho de 2020

Foto: Arquivo FM

PASSOS – Com dez dos 11 vereadores, a sessão desta segunda-feira, 27, teve início às 14h, suspensão por meia hora e término às 16h09. Sem nada de muito importante a ser votado, afinal só estavam na pauta 21 requerimentos, sendo que um deles foi retirado antes da votação, nada de projeto a ser apreciado ou votado. Sobrou tempo para que os parlamentares usassem a tribuna e, como tem sido costumeiro, criticar a administração municipal e cobrar uma postura do atual prefeito e também do secretário de Saúde, principalmente por conta da pandemia.

A tribuna popular foi aberta ao morador do bairro Canadá 2 Vanderlei Salatiel, que cobrou dos vereadores uma solução para o que ele chamou de segurança e saúde: as pipas que são soltas por centenas de pessoas nas imediações dos bairros Canadá 1 e 2.

Considero que é um problema de saúde e de segurança e vou explicar. Até gosto de soltar pipa, mas é preciso acontecer em lugar apropriado. No meio de fios da Cemig não é local, podendo ocasionar situação perigosa. Próximo às residências é prejudicial, pois as pipas caem nas calhas entupindo, alguns ‘soltadores’ de pipas invadem as casas para pegar o seu produto e com isso, derrubam concertinas, estragam muros. Além de um dos problemas que acho mais agravante, usam cerol, podendo machucar as pessoas. E, sem falar que usam de palavrões horríveis”, afirmou Salatiel.

Ainda conforme explicou o morador do Canadá 2, ele já fez pedido à prefeitura para fiscalizar e até o momento nada foi feito.

Além de todos estes problemas relatados, as pessoas ficam sem máscara e, em grande número. Uma verdadeira aglomeração. Não podemos deixar que a covid-19 se prolifere ainda mais em nossa cidade. Vim aqui em nome de vários moradores, que preferiram ficar em casa para não causar aglomeração aqui na Câmara, pedir por socorro”, pediu.

O presidente da Câmara, o vereador Rodrigo Moraes Soares Maia garantiu que ele e os outros vereadores que quiserem vão tomar providências com relação a esta situação enviando requerimento à prefeitura.

Durante a fala de alguns vereadores o assunto das queimadas voltou à tona. Outra questão que ganhou fala dos parlamentares foi com relação ao serviço de área azul com a cobrança feita por um veículo com câmeras que tem passado pelas ruas de Passos.

Tanto Alex Bueno quanto Aline Gomes Macedo disseram que vão procurar entender se este tipo de cobrança, principalmente durante a pandemia está correto.

Nós estamos vivendo um momento crítico e um dia destes em frente à Santa Casa alguns carros estavam sendo multados por estacionarem na área azul. Acho um absurdo, se estão na Santa Casa é por motivo de saúde”, afirmou Aline.

A vereadora, assim como Maria Aparecida dos Reis Jerônimo, a Dona Cida cobrou ações concretas da administração com relação à pandemia.

Tem muita gente descumprindo as determinações e ninguém faz nada. Ônibus sem limpeza, o município não tem feito nada”, relatou Dona Cida.

Para Aline, se o secretário de Saúde não for aos locais ver o que está acontecendo, ele será só ‘mais um’ a passar pela pasta.

Por que não abrem o Hospital de Campanha que está prontinho para atender pacientes com covid que não têm condições de fazer isolamento dentro de suas casas, por conta das outras pessoas que moram com eles?”, questionou a parlamentar.