Destaques Geral

Sargento Alessandro é homenageado com nome de rua em Itaú

27 de março de 2021

O sargento do Corpo de Bombeiros Militar, Alessandro Lemos Ribeiro, falecido em um grave acidente de trânsito. / Foto: Divulgação

ITAÚ DE MINAS – Na última terça-feira, 23, a Câmara de Itaú de Minas fez uma homenagem ao sargento do Corpo de Bombeiros Militar, Alessandro Lemos Ribeiro, falecido em um grave acidente de trânsito no ano de 2019. Os vereadores se reuniram em duas sessões e aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei Ordinária Nº 12/2021, de autoria dos sete parlamentares da atual legislatura: Cláudia Calixto Simão Fonseca (Republicanos), Davi Oliveira de Sousa (Avante), Fabiano Gomes de Lima (PSD), Geovan dos Santos (DEM), Juliana Mattar (PTB), Maria Elena Faria Fraga (PTB) e Roberto Gonçalves Vieira (PSB).

Alessandro Lemos Ribeiro nasceu em 25 de novembro de 1974, em Passos, filho de José Afonso Ribeiro e Regina Célia Lemos Ribeiro. Ainda criança, se mudou com a família para Itaú de Minas, onde passou boa parte da infância e início da adolescência brincando e se divertindo na Praça Joaquim Mário, a “Pracinha do Pátio da Fábrica”.

Aos 18 anos de idade, Alessandro foi estudar em Santa Rita do Sapucaí. Alguns anos depois, retornou para Itaú de Minas e passou a se dedicar ainda mais aos estudos. Dedicação esta que rendeu frutos, permitindo com que ele lograsse êxito em um concorrido concurso público e se tornasse o único cidadão da região, até aquela época, a conseguir ingressar no honroso Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

Após um ano de cursos preparatórios em Belo Horizonte, o futuro sargento retornou à região, sendo transferido para o 1º Pelotão de Bombeiros Militar – Passos / 2ª Companhia BM – 10º BBM. Voltando a residir em Itaú de Minas, cidade que adotou como a sua terra natal, deslocava-se para Passos praticamente todos os dias para trabalhar. Em 2005, casou-se com Simone Silva Amorim Lemos Ribeiro, com quem teve as filhas Bruna Amorim Lemos Ribeiro, 14 anos, e Beatriz Amorim Lemos Ribeiro, 9 anos.

Sem deixar de se dedicar incondicionalmente à família e também ao trabalho, como sempre fez, Alessandro voltou atenção novamente aos estudos e foi aprovado na dificílima prova para sargento do Corpo de Bombeiros. Já sob a nova patente, Ribeiro foi, então, realocado na cidade de Piumhi como o mais novo sargento daquela corporação. Mas sem nunca pensar em se mudar de Itaú de Minas, decidiu aumentar consideravelmente o seu trajeto diário até o trabalho e durante quase seis anos, de 2010 à 2015, percorreu a MG-050 indo para o 3º Pelotão de Bombeiros Militar de Piumhi – 2ª Companhia BM – 10º BBM e voltando para casa todos os dias, até que conseguiu retornar para o Corpo de Bombeiros de Passos.

Durante a fase de discussão do Projeto de Lei Nº 12/2021, a emoção tomou conta do plenário da Câmara Municipal de Itaú de Minas e todos os vereadores, muitos deles amigos de infância do homenageado, em seus respectivos discursos, fizeram questão de lembrar que ele, de fato, amava Itaú de Minas, e que todo o seu esforço serviu para preservar as suas origens, a sua cidade, a sua família e os seus amigos. Os Parlamentares afirmaram, ainda, que ele não era apenas um ser humano extraordinário, mas também apontaram com muito orgulho que Alessandro foi um excelente profissional, que resgatou, salvou, confortou e deu esperanças a centenas de cidadãos e famílias.

Contudo, infelizmente em abril de 2019, voltando para casa após uma jornada de trabalho, o sargento Alessandro foi vítima de um grave acidente na MG-050. Alguns vereadores utilizaram a Tribuna da Câmara para lamentar o fato de que tantas vidas ele ajudou a salvar, mas devido à imprudência de um condutor que trafegava na contramão, acabou falecendo no local, sem sequer ter tido a oportunidade de receber o mesmo socorro que prestou a tantas pessoas.
Como Bombeiro Militar, o sargento Alessandro cumpriu com honra, por 18 anos, a missão da corporação: proteger a vida, o patrimônio e o meio ambiente para o bem-estar da sociedade.

Na mensagem que acompanhou o Projeto de Lei Nº 12/2021, os autores, tomando para si as palavras da família do homenageado, descreveram o sargento Alessandro como guerreiro, batalhador, honesto, bom filho, bom marido, bom pai e boa pessoa. Ao final da Sessão, todos chegaram à conclusão que ele merecia, de fato, ser lembrado e que era preciso oficializar a marca que o filho ilustre de Itaú de Minas deixou na história da cidade. O Projeto de Lei Nº 12/2021 seguiu para sanção do prefeito e a lei que dá nome de Sargento Alessandro Lemos Ribeiro à antiga Rua Seis, do Bairro Marieta Vieira Amorim, deve ser promulgada e publicada dentro do prazo de 15 dias.