Destaques Geral

Samu tem queda de 15% nos atendimentos na região

Por Ézio Santos/ Especial

24 de setembro de 2020

Foto: Divulgação

PASSOS – Ao longo do primeiro semestre de 2020, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Passos registrou 2.354 ocorrências. O número representa uma queda de 15% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 2.730 casos. Os dados foram divulgados na quarta-feira, 23, pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macrorregião do Sul de Minas (Cissul).

No levantamento, estão inseridos atendimentos realizados com dois tipos de ambulâncias: a Unidade de Suporte Avançado (USA), também chamada Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel, e a Unidade de Suporte Básico (USB), utilizada em situações de menor gravidade. Os casos clínicos, ou seja, pacientes que reclamam de dores de pouca intensidade em qualquer parte do corpo, compõem a maioria dos atendimentos – em torno de 70%. Na sequência, estão as fraturas ósseas. A terceira maior quantidade de chamadas é referente a surtos psiquiátricos e, logo atrás, estão as ocorrências obstétricas. Casos de pediatria costumam ser menos frequentes.

O Samu de Passos atende os seguintes municípios: Alpinópolis, Bom Jesus da Penha, Capetinga, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Delfinópolis, Doresópolis, Fortaleza de Minas, Guapé, Ibiraci, Itamogi, Itaú de Minas, Jacuí, Monte Santo de Minas, Nova Resende, Passos, Pimenta, Piumhi, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, São Roque de Minas, São Sebastião do Paraíso, São Tomás de Aquino e Vargem Bonita.