Destaques Geral

Roteiros da Fé: centros espíritas estão em Passos há mais de 87 anos

Por Adriana Dias / Da Redação

8 de fevereiro de 2021

A Associação Espírita Cáritas conta com o centro e a creche. / Foto: Douglas Arouca

PASSOS – A história da Doutrina Espírita no mundo aponta para a criação do primeiro centro em Paris, com a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, fundada em 1º de abril de 1858, por Allan Kardec. O primeiro Centro Espírita do Brasil, o Grupo Familiar de Espiritismo, foi instalado em 17 de setembro de 1865, por Luís Olímpio Teles de Menezes, na cidade de Salvador, na Bahia. Em Passos, a reportagem da série Roteiros da Fé localizou no livro ‘História de Passos’, de Washington Álvaro de Noronha, na página 271, uma referência à Associação Espírita Santo Agostinho, fundada em 1º de janeiro de 1934, como sendo pioneira na cidade, de forma oficial, embora a existência da prática é anterior a esta data. Para homenagear a doutrina e todos os centros que seguem a linha kardecista passenses, foi escolhido o Centro Espírita Cáritas.

A música que abrilhanta o vídeo é Hovering Thoughts, de Spence. Pelo livro de Noronha, a Associação Santo Agostinho só foi registrada no cartório em 30 de abril de 1946, sendo totalmente reformados seus estatutos e filiada à União Espírita Mineira. O presidente foi Geraldo Alves Ferreira. Mas, sua abertura se deu em 1934, porém, alguns anos antes as reuniões já eram realizadas, embora a reportagem não tenha conseguido registro histórico.

A Associação Santo Agostinho nasceu com o propósito assistencial e até os dias atuais segue a linha de ajuda ao próximo. Sob a presidência de Marinilce Silveira Moura, a instituição cuida da parte espiritual com reuniões e tem as obras assistenciais que são a Sopa Noturna (jantar), o Programa Pão Nosso, Visita e assistência fraterna às famílias e aos enfermos, Horta Comunitária, atividades doutrinárias com biblioteca, videoteca e livraria. Em Passos, conforme o Roteiros da Fé apurou, além da Associação Santo Agostinho existem o Centro Cáritas, o Centro Allan Kardec e o Centro Espírita O Consolador. Existem outros que trabalham com outras linhas, como Umbanda e Candomblé, que trataremos em outra reportagem.

A responsável pelo Cáritas, Silvia Maria Rodrigues, contou que o centro foi oficialmente inaugurado em 25 de dezembro de 1975, conforme consta em livro de ata. O primeiro presidente foi Irley de Castro, que atualmente é o vice-presidente da instituição.

O centro comporta 150 pessoas sentadas, tem uma imagem de Jesus Cristo e seu nome é uma homenagem ao espírito de Cáritas, uma mártir do século IV, que segundo a história era uma jovem de nome Irene, que, por não negar sua fé em Cristo, foi queimada viva, a mando do Imperador Diocleciano, um rei contrário ao cristianismo.

A Associação Espírita Cáritas nasceu do sonho de um grupo de pessoas, com o intuito de cuidar de questões de ordem cultural, de assistência social e religiosa, tendo por finalidade o estudo da doutrina espírita e desta forma trabalhar os ensinamentos Cristãos por todos os meios das palavras escritas, faladas e exemplificadas. A prática da caridade espiritual, moral e material por todos os meios em seu alcance são os principais objetivos. De forma material, a associação trabalha vinculada às entidades como asilo, hospitais, creches. Conseguimos consolidar o sonho com a Creche Cáritas que tem, atualmente, um atendimento para 140 crianças, atendendo os bairros Vila Rica, Novo Mundo, Novo Horizonte e pessoas ligadas a albergues, escolas e também às questões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), por meio da Prefeitura Municipal de Passos que traz para todas as creches uma parte financeira”, disse Silvia.

A responsável pelo Cáritas informou ainda que a instituição mantém o Bazar da Pechincha, um trabalho no qual recebem doações e fazem a venda dos materiais a preços bem populares para atender à população, principalmente o público mais necessitado. E, o recurso arrecadado serve para manter a instituição. Todas as quartas-feiras das 13h às 17h.

Temos café da manhã aos sábados para as pessoas carentes e é realizado por voluntariado. E mantemos de forma já consolidada a sopa, que é feita por voluntários e companheiros de ideal que se revezam para toda semana ter uma equipe com oito pessoas para prestar o atendimento na estrutura da creche”, explicou.

As reuniões e atividades funcionam na Associação Espírita Cáritas.

O centro cuida da condução da parte moral e religiosa e contamos com os dirigentes de cada reunião. Temos dirigentes diariamente com reuniões distintas. Nas segundas-feiras temos o estudo sistematizado da Doutrina Espírita com dois dirigentes; nas terças-feiras temos a Psicografia (14h) e a Reunião das 19h30 às 21h30 (toda pessoa interessada em conhecer um pouco mais sobre a doutrina, pode participar) e neste dia é feito da seguinte maneira: uma leitura com acolhida e no segundo momento o Evangelho segundo o Espiritismo, normalmente tem os passes incorporados e passes magnéticos. Agora, por conta da pandemia, estamos realizando o passe coletivo. Não deixamos de trabalhar nenhum dia, portanto, com os cuidados sanitários. Para quem conhece a doutrina sabe da importância do processo de manutenção dos acompanhamentos. Às quartas-feiras acontecem as Desobsessões, que são processos de acompanhamento da parte mediúnica. Nas quintas temos o departamento de infância e juventude que agora está em sistema de evangelização, com 8 turmas- divididas por idades(desde o nascimento a estudos para o aprimoramento contínuo de todos). E, nas sextas-feiras são realizados os Estudos Mediúnicos sistematizados e com aprofundamento da doutrina. Aos sábados as realizações destes projetos sociais e, aos domingos, duas reuniões, 9h de Desobsessão e das 18h30 às 22h que é muito conhecida e bastante freqüentada com a presença do dirigente Evandro Bogo. Também fazemos encaminhamentos aos órgãos competentes das situações que carecem de apoio”, assegura Silvia.