Destaques Geral

Romaria a pé até Aparecida tem saída prevista para dia 27

20 de agosto de 2020

O destino deles é o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, e o trajeto deve ser completado em nove dias e oito noites. / Foto: Divulgação

PASSOS – Na próxima semana, sete integrantes do grupo passense Romeiros de Maria vão percorrer a pé os cerca de 400 quilômetros que separam os municípios de Passos e Aparecida, na região Norte do Estado de São Paulo. O destino deles é o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, e o trajeto deve ser completado em nove dias e oito noites.

A caminhada quase teve de ser cancelada devido à pandemia do novo coronavírus. Programada anteriormente para começar no dia 29 de julho, o projeto teve de ser adiado até que a direção do maior santuário católico do Brasil liberasse o acesso para visitas e participação nas celebrações litúrgicas.

O organizador da romaria, Lázaro Gonçalves Parreira, o Neném, conta que a missa de envio está prevista para a noite do dia 26 de agosto, provavelmente no santuário Aníbal Maria de Francia, do Educandário Senhor Bom Jesus dos Passos. Na madrugada seguinte, o grupo – que contará com um carro de apoio – sairá do bairro Serra Verde rumo a Aparecida.

A primeira parada do trajeto, para repouso, acontece em Alpinópolis. Os municípios mineiros em que os romeiros irão descansar, fazer a higienização corporal e dormir são: Carmo do Rio Claro, Areado, Serrania, São João da Mata, Pouso Alegre e Paraisópolis. Antes da chegada ao santuário de Aparecida, eles ainda param em Santo Antônio do Pinhal/SP e Roseira/SP. Neném revela que no início do ano a previsão era de aproximadamente 40 pessoas participassem da romaria, mas a pandemia fez com que 33 desistissem.

Ano passado eram 22 católicos, mas, mesmo com tantos problemas acontecendo por causa do vírus, consegui reunir sete e, com a proteção de Deus e Nossa Senhora Aparecida, estaremos no dia 5 de setembro, por volta de 9h, em frente à Basílica Velha, no centro da paulista, onde seremos recepcionados por um padre e depois participaremos da missa pela chegada ao santuário”, explicou.

Em razão do baixo número de participantes, Neném afirma que ficou mais fácil tomar as principais medidas necessárias para se evitar o contágio do coronavírus, com distanciamento, uso de máscara facial e álcool em gel.

Nós sempre andamos entre 2h e 13h. Do início da tarde até as primeiras horas do dia seguinte aproveitamos para fazer as refeições, descansar e dormir, geralmente em casas paroquiais cedida pelos padres. A caminhada é retomada na madrugada com a reza do terço, que também ocorre diariamente às 18h, e só paramos outra vez para o pouso por volta de 13h”, contou.

O organizador da romaria diz que no primeiro final de semana de setembro os familiares dos caminheiros vão de carro até Aparecida para trazê-los de volta a Passos.

Depois de participarmos da missa da chegada, temos a liberdade de voltar para nossas casas quando acharmos melhor”, finalizou.