Destaques Geral

Réus são absolvidos por manter trabalhadores em situação de escravidão em Ibiraci

Por Carlos Renato de Souza

29 de julho de 2021

Quatro réus foram absolvidos, nesta quarta-feira, 28, por suposta redução de trabalhadores rurais a situação de escravidão no município de Ibiraci. O juiz, Marcelo Eduardo Rossitto Bassetto, da Vara Federal e Criminal de São Sebastião do Paraíso, deu a sentença favorável aos indiciados por não incorrerem na prática de trabalho escravo, conforme previsto no artigo 149 do Código Penal, além de outros atos ilícitos contra a organização do trabalho.

De acordo com a acusação inicial, 33 trabalhadores, entre eles adolescentes, foram deslocados para uma fazenda, em Ibiraci, e instalados em alojamentos que não possuíam condições mínimas de moradia, com acúmulo inadequado de lixo, falta de higiene e ausência de camas e armários nos dormitórios. Além disso, os empregados eram obrigados a comprar alimentos em locais previamente determinados e o valor da moradia onde viviam eram descontados em seus salários.

Com o resultado do julgamento, os réus foram absolvidos e ocorreu a extinção da punibilidade de um dos acusados em razão de óbito.