Destaques Do Leitor

Renúncia

7 de agosto de 2020

Segundo o dicionário, renúncia significa, negar ou recusar algo ou alguma coisa. Certa vez, li um livro da literatura espírita, chamado renúncia. É um livro ditado pelo espírito Emmanuel, e psicografado por, Francisco Xavier.

Essa obra, a qual insisto e recomendo a leitura, trata-se de fatos verídicos, onde, Alcíone, uma das personagens centrais, numa encarnação sacrificial, vem ao planeta terra em auxílio ao grande amor da sua vida, vivido pelo personagem, Carlos.

Carlos, espírito falido em outras experiências de vida, reencarna na figura de um sacerdote, a fim de buscar sua redenção com a ajuda de Alcíone. A história se desenvolve e percebemos que Carlos mesmo com todo aparato espiritual direcionado para que tenha êxito no seu objetivo, encontra muita dificuldade, e tenta de toda maneira se unir a Alcíone, que resiste bravamente para que Carlos não abandone a batina e possa assim triunfar como sacerdote, esse era seus desafios.

Então, vejamos que ela tinha acesso à pessoa amada, mas que por questão de compromissos de cunho espirituais, ela deveria renunciar, como renunciou, para que Carlos ascendesse espiritualmente para o equilíbrio vibracional entre ambos, e assim poderem numa outra oportunidade, viverem juntos, com objetivos semelhantes, servindo à Jesus.

A descrição resumida da história foi para, além de sugerir a leitura, evidenciar aos leitores que renúncia é quando você abre mão de coisas ou de alguém, que você possui ou tem condições de possuir.

Quando você perde essa condição, ou esse acesso, muita das vezes pela própria fraqueza, leviandade ou imprevidência, e diz renunciar, isso não tem a ver com renúncia, nesse caso, você está pagando, as vezes caro, pelo erro cometido. Renúncia é um ato de bravura e força moral.
Vejamos nossas atitudes para que não venhamos a cometer o equívoco de acharmos que estamos renunciando, quando na verdade o momento é de aprendermos com as decisões mal tomadas, e que o excesso de orgulho tenta mascarar nos privando de sábias lições.

Carlos Valente – Passos/MG