Destaques Geral

Registros de nascimento têm queda de 5,2% na região e de 6,5% em Passos

Por Talita Souza / Especial

25 de outubro de 2021

Foto: Reprodução.

PASSOS – De janeiro a setembro deste ano, 3,9 bebês nasceram por dia em Passos. O município concentra 28,1% dos 3.818 nascimentos registrados na região no período. Segundo dados do Portal Transparência do Registro Civil, foram 1.072 crianças, com queda de 6,54% em relação aos nove primeiros do ano passado (1.147).

Na região, a média também caiu, -5,26%, com 212 bebês a menos que os 4.030 nascidos de janeiro a setembro de 2020. Doresópolis é a cidade com menor número de crianças no período, seis, uma a cada um mês e meio, e Capetinga registrou o maior índice de aumento, 106,9%.

São Sebastião do Paraíso, com 595 nascimentos, é o segundo município com maior número na região, seguido por Piumhi (305), Monte Santo de Minas (181), Alpinópolis (176), Nova Resende (174), Cássia (158), Carmo do Rio Claro (152), Itaú de Minas (111) e Guapé (101), todos com mais de 100 bebês. Paraíso, Passos e Piumhi representam 51,7% dos registros, com 1.972 nascimentos em nove meses deste ano.

Em Doresópolis, o número de registros em 2021 (seis) aumentou em relação a janeiro e setembro de 2020, quando foram cinco nascimentos. Entre os municípios com menor número de registros na região estão também Claraval (10), Vargem Bonita (14), Fortaleza de Minas (17), Bom Jesus da Penha (42), Capetinga (60), São Tomás de Aquino (60), São José da Barra (61), São Roque de Minas (63) e Delfinópolis (63).

Em Capetinga, onde os números subiram de 29 para 60 nascimentos neste ano e o município foi o único na região com índice acima de 100%. Claraval também teve alta em 2021, com 66,67%, e é seguido por Bom Jesus da Penha (40%), São Roque de Minas (31,25%), Nova Resende (21,68%), Doresópolis (20%), Jacuí (10,77%) e Capitólio (6,17%).

Além de Passos(-6,54%), também tiveram queda no número de registros as cidades de Fortaleza de Minas (-32%), Piumhi (-20,57%), Vargem Bonita (-17,65%), São Tomás de Aquino (-15,49%), Delfinópolis (-14,86%), São Sebastião do Paraíso (-12,76%), São José da Barra (-11,59%), Cássia (-11,24%), Ibiraci (-9%), Alpinópolis (-7,85%), Itamogi (-2,38%), Carmo do Rio Claro (-1,30%), Guapé (-0,98%) e Itaú de Minas (-0,89%).