Destaques Eleições 2020

Região teve 32,04% de abstenção de votos

17 de novembro de 2020

PASSOS – Entre os mais de 840 mil eleitores aptos a ir às urnas no pleito de 2020, 32,04% se abstiveram do seu direito de votar. O número é 10,34% maior do que o registrado em 2016: o total passou de 61.068 para 80.632. Neste caso, são consideradas apenas as pessoas que não registraram presença nas sessões eleitorais, sem incluir os votos nulos ou brancos. No Sudoeste mineiro, ocorreu um decréscimo de 8,07% na quantidade de comparecimentos.

Entre os 25 municípios da região, Piumhi foi o local com o maior índice de abstenções, chegando a 32,83%. Em seguida, estão São Sebastião do Paraíso (30,04%), Passos (27,38%) e Cássia (26,79%). Com os menores registros, ficaram Doresópolis (8,94%), Vargem Bonita (12,37%) e Itamogi (18,87%). Em números absolutos, Passos foi o local com a maior quantidade de eleitores nesta situação (21.753).

O que você também vai ler neste artigo:

  • Esperada
  • Facultativa

Esperada

De acordo com as informações fornecidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Passos, a situação já era esperada, uma vez que todo o país ainda se encontra em estado de emergência devido à pandemia do novo coronavírus. Deste modo, muitos cidadãos tiveram receio de ir aos locais de votação, considerando o grande fluxo de pessoas e o risco de possíveis aglomerações, que podem causar uma segunda onda de contaminação. Com a chegada da doença, a democracia brasileira já havia sido afetada com o adiamento da data do pleito, inicialmente marcado para o dia 4 de outubro.

Com o intuito de garantir a segurança dos eleitores, foram adotadas medidas sanitárias, incluindo o distanciamento social, o uso obrigatório de máscaras de proteção e de álcool em gel 70%, antes e depois de entrar na sessão. Além disso, cada eleitor devia levar sua própria caneta para assinar o livro de votação, evitando que os objetos fossem compartilhados, e os cidadãos mais velhos tiveram direito a horários reservados para o acesso às urnas eletrônicas.


Facultativa

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto é obrigatório para pessoas alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. Neste ano, 144,9 milhões de cidadãos estavam aptos a votar, destacando que, entre esses, 14,5 milhões têm participação facultativa, já que são pessoas com 16 ou 17 anos, ou idosos com idade superior a 70 anos. Em todo o país, o número de eleitores que não participaram do primeiro turno das eleições foi o mais alto já registrado nos últimos 20 anos, totalizando 34.121.874 abstenções. No comparativo com o pleito de 2016, a alta é de 23,15%.

Veja o número de abstenções e comparecimentos nas principais cidades da região no  link abaixo:

ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2020

LEIA TAMBÉM: Produtos Casmil saem do mercado após investigação