Destaques Geral

Região tem saldo de 426 novas vagas de emprego em agosto

1 de outubro de 2020

Entre as três maiores cidades, São Sebastião do Paraíso, com saldo de 145 novos postos de trabalho, e Passos (73) tiveram os melhores desempenhos. / Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS – A região fechou agosto com saldo positivo de 426 novas vagas de emprego. É o que mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira pelo Ministério da Economia. No mês passado, foram registradas 517 admissões e 91 demissões. Entre as três maiores cidades, São Sebastião do Paraíso, com saldo de 145 novos postos de trabalho, e Passos (73) tiveram os melhores desempenhos. Em Piumhi, o balanço ficou positivo em sete vagas. No mês de julho, o saldo nos três municípios foi positivo em 218 vagas em Passos, oito em Piumhi e uma em Paraíso.

O que você também vai ler neste artigo:

  • Minas
  • Em alta
  • Brasil

Guaranésia, com 57 novos postos de trabalho gerados, Monte Santo de Minas (39), Claraval (30), Guapé (29), Carmo do Rio Claro (23), Ibiraci (18), Delfinópolis (15), Alpinópolis (14), Capetinga (11), São João Batista do Glória (11), São José da Barra (11) e São Tomás de Aquino (10) também se destacaram no balanço do emprego em agosto. Já em Jacuí (-67), Itaú de Minas (-9), São Roque de Minas (-8) e Vargem Bonita (-7), o saldo ficou negativo no mês passado.

No balanço entre janeiro e agosto, Guapé lidera na região, com saldo de 225 novas vagas, seguido por Passos (199), Monte Santo de Minas (114), Carmo do Rio Claro (113), São Roque de Minas (84), Delfinópolis (68), Ilicínea (59), Nova Resende (55), São José da Barra (42), Capetinga (40), Guaranésia (31), São João Batista do Glória (31) e São Tomás de Aquino (26). Paraíso, com fechamento de 353 vagas de trabalho formal até agosto, é o município com maior saldo negativo no balanço do emprego em 2020, seguido por Capitólio (-209), Claraval (-189), Itaú de Minas (-181), Ibiraci (-142), Alpinópolis (-40) e Piumhi (-23).

Minas

Minas Gerais registrou, pelo terceiro mês consecutivo, resultado positivo na geração de empregos. Segundo dados do Caged de agosto o saldo de novos postos de trabalho no estado ficou em 28.339 no mês de agosto, resultado da admissão de 135.161 trabalhadores e do desligamento de 106.822. Minas só perdeu para São Paulo, que teve saldo positivo de 64.552 vagas. Segundo análise da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), esse resultado se deve ao cenário de retomada das atividades econômicas e da flexibilização das medidas de isolamento social em boa parte dos municípios mineiros, que têm seguido as normas do plano do governo estadual Minas Consciente, para a reativação gradual e segura dos segmentos econômicos.

Em alta

No mês de julho, Minas Gerais registrou saldo positivo de 15.843 postos de trabalho. Na comparação de agosto de 2020 com o mesmo mês de 2019,  quando foram criadas 5.985 vagas de emprego, o Estado registrou resultado bem superior na abertura de novas oportunidades de trabalho para os mineiros.
Nos três primeiros meses da pandemia, os saldos apurados pelo Caged no estado foram negativos, com -17.478 vagas em março, -92.335 em abril e -33.695 em maio.

Brasil

No país, também em agosto, houve um saldo de 249.388 postos de trabalho, resultado da admissão de 1.239.478 trabalhadores e 990.090 desligamentos. No entanto, no acumulado do ano, o saldo ainda está negativo em -849.387 empregos; foram 9.180.697  contratações e 10.030.084 demissões.