Destaques Do Leitor

Redutor na Av. Sabiá

28 de agosto de 2020

A Av. Sabiá tornou-se uma importante via que interliga vários bairros. Constitui ainda um ótimo local para as caminhadas, ciclismo e outras práticas desportivas. Devido ao grande fluxo de veículos e pedestres nos horários entre as 16h00 e 19h00, está perigoso o trânsito na rotatória defronte a mercearia Santa Inês. O risco de acidente, de atropelamento é iminente.

A Avenida Sabiá recebeu melhorias que aumentam a segurança dos usuários, entretanto, é urgente a instalação de redutor de velocidade com elevação, para prevenir acidentes. Como vizinho e usuário da via, aproveito essa oportunidade para solicitar também, a iluminação pública da via e a conclusão da interligação com as ruas adjacentes.

Jorge Moreira Maciel – Passos/MG

Decisão simplista do STF

Absolutamente infeliz esta decisão, que afirmo simplista, do STF de suspender as operações policiais nas favelas do Rio, durante essa pandemia. Salvo em hipótese excepcional, inclusive para uso de helicópteros. Ora, se essa pandemia se prolongar até que se desenvolva, e, seja produzido em larga escala uma vacina para o covid-19, certamente, o crime organizado que ocupa e domina área de 1.413 favelas do Rio, sem o policiamento ostensivo vai se propagar para outras áreas da Cidade.

Um levantamento feito antes desta decisão do Supremo, a pedido do governador Wilson Witzel, indica que nestas áreas dominadas pelo crime, existem 1.779 escolas, com 505 mil estudantes. Mais 645 unidades de saúde, 13,6% de zonas eleitorais, como 1,9 milhões de eleitores, etc. E se estima que 56.520 criminosos portam de fuzis ou pistolas.

Um verdadeiro exército a serviço do crime. E, se, hoje, parte dos eleitos para vereador e deputado estadual do Rio, tem ligação com o crime ou milícias, quantos outros não serão eleitos nestas comunidades carentes, no pleito municipal de novembro? Ora, essa decisão do STF, é um sinal que os ministros preferiram lavar as mãos, do que encontrar uma saída permanente e eficaz do combate ao crime organizado. Que vem deste os tempos do já falecido governador Leonel Brizola, e, segue com governadores corruptos e coniventes com o crime, exemplo Sérgio Cabral, e, perto de impeachment o próprio Wilson Witzel. Que, nem por isso, se deve deixar ao relento da falta de segurança pública uma população sofrida, e, socialmente abandonada…

Paulo Panossian – São Carlos/SP