Destaques Geral

Rede de lojas faz campanha para arrecadar tampas de plástico

Stéfany Dias / Especial

29 de junho de 2021

A campanha também contribui com o meio ambiente ao incentivar a reciclagem de materiais que seriam descartados:/ Reprodução

PASSOS – As Lojas Cem estão promovendo uma campanha de arrecadação de lacres de latas e de tampas de garrafas pet. O objetivo é destinar a arrecadação para empresas de reciclagem que trocam o material por cadeiras de rodas para doação a pessoas de baixa renda. A iniciativa começou no final de junho e continua até setembro. A campanha partiu da direção-geral da empresa e é realizada nas 287 unidades no país.

Para Antônio Magno Costa Silva, gerente da loja da empresa em Passos, afirma que a iniciativa continuará nos próximos anos se for bem-sucedida.

“Nós vamos ver o impacto que dará essa campanha. Normalmente, quando é campanha solidária, elas continuam, mas é preciso dar o primeiro passo. Vamos avaliar a quantidade arrecadada, mas já é um sucesso. As pessoas, às vezes, descartam esse produto e, de repente, se vê que é possível ajudar alguém com uma coisa tão simples, que não custa muito. Em invés de ir para o lixo, pode-se juntar e ajudar quem precisa’’, disse “Quem tiver e puder ajudar com cinco, dez tampinhas, pode trazer e colocar na nossa caixinha, a gente agradece. De pouquinho em pouquinho, nós chegaremos lá’’, afirma Silva.

Segundo ele, a campanha envolve todos os membros da empresa, clientes, e quem mais puder ajudar.

“Nós temos bastante material recolhidos já. As Lojas Cem têm 287 lojas e todas estão envolvidas, no Rio de Janeiro, no Paraná, Minas e São Paulo. Em cada loja tem em média de 25 a 30 funcionários e todos estão envolvidos. Nossa intenção é que esse tipo de trabalho continue’’, disse.

De acordo com o gerente, a unidade de Passos está contribuindo além da doação de tampinhas. Segundo ele, os funcionários ajudam pagando a mais no valor cobrado por catadores de lixo reciclável na cidade.

‘’Estamos fazendo propaganda no boca a boca, envolvemos muitas pessoas, inclusive as que vendem materiais recicláveis também, juntamos e fazemos uma vaquinha aqui dos funcionários e acabamos gerando uma renda pra eles, pagamos até um valor maior. A gente sabe a dificuldade que é. Essas tampinhas que eles juntam, sai a R$1,50 o quilo do plástico, é muito barato. A pessoa que trabalha o dia inteiro vai juntar muito pouco. Alguns vêm doar, outros, que vendem, a gente compra também. Acabamos gerando renda para outras pessoas. Isso faz um bem danado, ajudar quem precisa, principalmente nessa situação que o país vive hoje. A pandemia dilacerou o emprego de muita gente. Nós sabemos a dificuldade que é, principalmente para pessoas que trabalham por conta e não têm renda, eles são as que sofrem mais’’, acrescentou Silva.

Na campanha são arrecadadas tampinhas de garrafas pet de refrigerante, água, chá, suco, leite, isotônico e de frascos de produtos para higiene pessoal, como xampu, condicionador, cremes, pasta de dente, colírio, repelente, além de tampas de produtos de limpeza geral, como sabão líquido, detergente, amaciante, desinfetante, entre outros.