Destaques Geral

‘Quinta do Canário’ faz a primeira colheita de uvas

27 de julho de 2021

Giovani Maldi de Melo deu a largada para a colheita das uvas syrah e viognier. Divulgação.

PASSOS – A colheita da primeira safra de uvas para vinhos finos em Passos foi realizada no sábado na ‘Quinta do Canário’, na região dos Campos, pelo empresário e advogado Giovani Maldi de Melo. A primeira produção é oriunda de uma plantação que teve início em 5 de novembro de 2018, com 4,2 mil mudas das variedades syrah (tinto) e viognier (branco), que servirão de matéria-prima para vinhos artesanais com alta qualidade. No total, a Quinta tem 10,2 mil pés, em quatro talhões, sendo as outras de viníferas francesas cabernet sauvignon, cabernet franc e merlot, que devem entrar em produção no próximo ano.

Após a colheita, realizada em um único dia por cerca de dez profissionais treinados para o trabalho, as caixas com as uvas foram levadas para Espírito Santo do Pinhal (SP), onde esta safra entrará em produção de vinho, até que a estação fabril seja feita em Passos.

“A colheita é manual, com muito critério para não estragar os frutos. Esses três mil quilos de uva que serão utilizados para a produção de três mil garrafas de vinho este ano, numa média. Isso, nesta nossa primeira produção. Temos aqui plantados 3 hectares no nosso projeto, que vai variar entre dez e doze mil garrafas por ano”, contou o empresário.

A primeira produção em 2021, em Passos, será de, aproximadamente, três mil garrafas, das variedades syrah, uva tinta, e syrah viognier, que é uma uva branca. Mas a produção deve chegar a 12 mil garrafas em cinco anos.

Tanto a syrah quanto a viognier são uvas viníferas europeias e que se mostravam como excelentes cultivares nas férteis terras da ‘Quinta do Canário’, fazendo parceria com a Quinta do Café, produção de grãos especiais para exportação – seriamente danificada na semana passada com a geada e que deverá comprometer 40% da produção, segundo avaliação do empresário. Tanto o café quanto a uva são produzidos a partir de um sistema de irrigação. O cultivo das uvas na região foi iniciado depois que o empresário, que se confessa um apaixonado por vinho, visitou vários vinhedos tanto no Brasil – no Rio Grande do Sul, outros no Estado de São Paulo -, quanto em outros países.

Na produção inicial das três mil garrafas, o vinho ‘Quinta do Canário’, safra 2021, também terá um blend de 95% da uva syrah e 5% da viognier.