Destaques Do Leitor

Quem somos nós ?

22 de agosto de 2020

Na maioria das vezes muitos de nós julgamos nossos semelhantes por aquilo que está ao alcance dos nossos olhos e, como não  poderia ser diferente, também somos medidos e avaliados pela mesma régua.  Nossos olhos são órgãos extremamente sensíveis e precisos que nos permitem, dentre tantas coisas, apreciar as belezas que o mundo nos oferece. No entanto, enxergamos tudo externamente, não sendo possível uma avaliação interior de nada e nem de ninguém.

Quando estamos, através dos nossos olhos, avaliando um objeto, podemos ter uma noção quase que exata do que seja, sendo que divergências  produzidas por outros olhares são naturais e compreensíveis, levando-se em conta as diferentes aptidões, opiniões e sensibilidade de cada um.

Todavia, ao analisarmos nossos semelhantes, a opinião dos nossos olhos não pode prevalecer sobre a visão emocional, sob pena de incorrermos  no erro de uma avaliação aparente em detrimento da beleza da alma que  está no interior de cada ser humano e que de fato determina o que a pessoa é, sem mácula e dúvida. Infelizmente o que se observa é uma realidade bem mais fria, imediatista e  portanto, falsa. Não podemos perder a oportunidade de conhecer o que as pessoas tem de melhor para nos apresentar e, isto só é possível quando temos paciência e sobretudo quando somos indulgentes para com todos.

Evidentemente que a escolha é sempre de cada um, mas é bom salientar que quando julgamos apenas pelo que vemos, muito provavelmente seremos maledicentes e injustos. Ao contrário, quando nos permitimos conhecer cada um por dentro, a chance  de acerto é muito grande, quase infalível. Só assim e somente assim, seremos verdadeiros cristãos fazendo aos outros o que gostaríamos que nos fosse feito.

Carlos Valente – Passos/MG

Teto de gastos

O compromisso do governo Bolsonaro com o teto de gastos deve ser levado ao pé da letra, caso contrário, vai virar teto solar, em que o céu é o limite.

J. S. Decol – São Paulo/SP