Destaques Geral

Quatro cidades já aprovaram inclusão de Passos no Cidassp

15 de julho de 2021

A inclusão de Passos foi aprovada no Cidassp por meio de assembleia geral. / Foto: Divulgação

S. S. DO PARAÍSO – Pelo menos quatro municípios já aprovaram a inclusão de Passos no Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável (Cidassp). A entrada na instituição foi aprovada em assembleia geral, mas depende de aval pelas câmaras dos municípios que integram o consórcio.

Fortaleza de Minas, Pratápolis, Monte Santo de Minas e São Tomás de Aquino já deram sinal verde e a expectativa é que as outras cidades votem a proposta até o fim deste ano. Além desses quatro municípios, integram o Cidassp São Sebastião do Paraíso, Cássia, Capetinga, Itamogi e Jacuí.

Nossa expectativa é de que logo, logo o Cidassp complete a primeira dezena de municípios, e não fique só nisso. Quanto mais, melhor para a região, principalmente em relação ao destino final dos resíduos que acabam por poluir o solo urbano e rural”, afirma Larissa Alves Silveira, advogada integrante do setor jurídico do consórcio.

Nesta quarta-feira, dia 14, ela recebeu comunicado oficial da Câmara de Fortaleza de Minas informando que o parlamento aprovou a inclusão de Passos no consórcio. Restam ainda a homologação dos legislativos de Cássia, Capetinga, Itamogi, Jacuí e São Sebastião do Paraíso.

Ao longo dos três anos de operação efetiva, o consórcio desenvolve ações visando prestar serviços que tenham como consequência a melhoria das condições de saneamento básico, de planejamento urbano, de preservação de recursos hídricos e tragam melhorias ambientais. Realiza a coleta de diversos resíduos nos municípios consorciados e os destina de forma ambientalmente correta.

No primeiro semestre deste ano, o Cidassp recolheu 115 toneladas de pneus e, de acordo com estimativas apuradas pelo consórcio, 3,5 toneladas de lixo eletrônico, 3 mil unidades de lâmpadas, entre 50 e 80 colchões velhos e 50 litros de óleo de cozinha usado.

No caso dos pneus velhos, a engenheira ambiental Thaís Ferreira Júlio, informou que há um ano o consórcio firmou parceria com uma empresa para recolher e reaproveitar o material na fabricação de sola de sapatos, grama sintética e saco utilizado em atividades físicas. Ela busca mensalmente os pneus em cada município e os leva diretamente para o destino.

Cada município fica encarregado de reunir o material.

Através do Cidassp, conseguimos oferecer aos municípios participantes a opção de destinar corretamente este material. O descarte correto dos pneus é imprescindível para garantir a preservação do meio ambiente e também não podemos esquecer que a ação evita proliferar o mosquito causador da dengue, chikungunya e zika vírus”, disse Thaís.

Para incentivar ainda mais a destinação correta dos pneus inservíveis, o Cidassp criou um selo de reconhecimento para casas que vendem pneus e borracharias, mas por enquanto, apenas empresas paraisenses. Cada município desenvolve as ações de marketing e fomento conforme a sua necessidade. A ideia surgiu com base na performance do primeiro semestre em Paraíso e nas outras oito cidades que integram o consórcio.

O Cidassp foi criado em 2014 com a união de sete municípios. Entrou efetivamente em operação quatro anos depois, e em 2019, houve a inclusão de mais duas cidades. Hoje a diretoria executiva é composta por Marcelo de Morais (Prefeito de São Sebastião do Paraíso), presidente; Carlos Eduardo Donnabella (Prefeito de Monte Santo de Minas), vice; Daniel Ferreira da Silva (Prefeito de São Tomás de Aquino), diretor Administrativo e Financeiro; Maria Conceição dos Reis Pereira (Prefeita de Jacuí), diretora Técnica Operacional; Thaís Ferreira Júlio (Engenheira Ambiental), superintendente. A sede administrativa se localiza na rua Mariana Amaral, 30, 2º andar, bairro Lagoinha, em Paraíso.