Destaques Lingua Portuguesa

Qual é a diferença entre orçamento e cotação?

POR PROF. DR. ANDERSON JACOB ROCHA

7 de novembro de 2020

Ontem, colocaram em mim, mais anos em minhas costas. Não. Não foi a data do meu aniversário. É que estive no consultório do meu oftalmologista e a tal da vista cansada me atacou novamente. Resultado: aumento de grau nos óculos para enxergar de perto e de longe. Sou um cara multifocal.

Depois de lá, passei em uma ótica. Fui atendido e disse que gostaria de fazer uma cotação. Muito educada, a moça me respondeu: claro! Por favor, sente-se aqui que irei fazer um orçamento para o senhor. Sobre as palavras “cotação” e “orçamento”, utilizadas, respectivamente, por mim e pela vendedora, pensei sobre as mudanças de sentidos que vamos construindo ao longo do tempo. Nós utilizamos dois termos distintos que tiveram um único sentido: o valor financeiro das
novas lentes.

Vamos a nossa análise: cotação vem de cotar que possui origem do latim “quota pars”, ou seja, “em que número (de partes)?”. O significado de cotação no dicionário Michaelis é “ato ou efeito de cotar, de determinar o preço ou o valor de algo; cotamento; O preço ou o valor de uma mercadoria, ação, título, moeda estrangeira etc., sempre determinado pelo mercado; cotamento; A importância ou o conceito que tem uma pessoa; consideração, fama.

Por sua vez, a palavra “orçamento”, segundo o site “Origem das Palavras”, possui uma controversa gênese. Há indícios de que tenha vindo do Italiano ORZARE, de ORZA, que significa um “cabo ligado à esquerda da vela; do sentido de “dirigir uma embarcação contra o vento” acabou surgindo também o de avaliar as despesas de uma instituição ou obra”. Avaliar as despesas de uma instituição, do ponto de vista técnico-administrativo, é analisar se há dinheiro em caixa para pagar uma despesa ou fazer nova compra.

Em sua concepção denotativa, vinda do dicionário Michaelis, temos: “ato ou efeito de calcular; Avaliação do custo de qualquer empreendimento: O orçamento da obra nos surpreendeu, pois foi o dobro do que prevíamos; Discriminação da receita e da despesa com a devida aplicação da verba; Avaliação de agrimensor que atua numa partilha de imóvel sujeito a inventário
ou litígio”.

Resumindo: cotar é diferente de orçar. Portanto, fazer cotação é distinto de fazer orçamento. O primeiro, é saber ou dar o valor de um serviço ou um produto. O segundo, é analisar o fluxo de caixa para conhecer a capacidade financeira da empresa ou da pessoa.

Pelo que tenho visto, a maioria das pessoas tem preferido usar o termo orçamento com o significado de cotação. O que podemos fazer? Apensa educar, que é a tentativa desse texto. Como podemos julgar isso? Não devemos julgar porque se a comunidade decidir que orçamento terá sempre o mesmo significado de fazer cotação, assim será e ponto. No entanto, você já sabe a diferença.

PROF. DR. ANDERSON JACOB ROCHA. Autor do livro: A Linguagem da Felicidade. Instagram: @prof_andersonjacob. Youtube: Prof.Dr. Anderson Jacob