Destaques Esporte

Próximo ao Z4, Cruzeiro vê times de cima dispararem na Série B

5 de julho de 2021

Foto: Divulgação

BELO HORIZONTE – Perto da zona de rebaixamento da Série B – 14º, com oito pontos -, o Cruzeiro vê os times que estão na briga pelo acesso dispararem cada vez mais na competição. Nesta sexta-feira, o líder Náutico chegou a 21 pontos após golear o Operário por 5 a 0, no estádio dos Aflitos, no Recife. O Coritiba, 2º colocado, foi a 19 ao fazer 2 a 1 em cima do Remo, no Couto Pereira, em Curitiba.

Terceiro na Série B, com 15 pontos, o Goiás entra em campo diante do Vitória, às 21h30 deste sábado, no Barradão, em Salvador. Já o Sampaio Corrêa, 4º, também com 15, receberá o Londrina, às 19h, no estádio Castelão, em São Luís-MA. Ainda sem focar no G4 devido à distância para as equipes do topo, o Cruzeiro tentará se afastar da degola no confronto direto com o Brasil, às 19h deste sábado, no estádio Bento Freitas, em Pelotas-RS. O Xavante é o penúltimo colocado, com seis pontos.

O técnico Mozart Santos admitiu que o momento não é propício para se pensar na promoção. “Nós vamos brigar jogo a jogo. Falei na penúltima entrevista que não falaríamos de acesso, porque é um objetivo muito distante”, disse, em entrevista depois do empate por 3 a 3 com o Guarani, quarta-feira, no Mineirão, pela oitava rodada.

Embora o campeonato ainda esteja em sua fase inicial, o site Probabilidades no Futebol, do Departamento de Matemática da UFMG, já faz projeções para a Série B. A equipe que somar 61 pontos terá 97% de chance de subir à elite do Brasileiro. Juventude e Cuiabá garantiram o acesso com essa campanha em 2020.

O Cruzeiro, portanto, precisaria contabilizar mais de 58% de aproveitamento em 30 rodadas – 53 pontos em 90. Seria algo como 15 vitórias, oito empates e sete derrotas. No ano passado, a Raposa ficou longe do G4 ao terminar a segunda divisão em 12º, com 49 (perdeu seis pontos por causa de uma dívida na Fifa).