Destaques Geral

Projeto de combate à covid em Alpinópolis é selecionado pelo CNS

24 de junho de 2021

Foto: Divulgação

ALPINÓPOLIS – A 4ª Edição do Laboratório de Inovação Conselhos de Saúde e Participação Social na resposta à covid-19 recebeu 48 inscrições de experiências, sendo que dez delas foram aprovadas automaticamente pela comissão avaliadora por contemplar todos os requisitos do edital. A comissão selecionou outros 28 relatos que aguardam mais informações dos autores para continuar o processo de participação. A cidade de Alpinópolis está entre estas dez experiências habilitadas na primeira fase com a proposta ‘A participação do Conselho de Saúde no enfrentamento da covid-19: das medidas de prevenção ao acompanhamento da vacinação’.

No caso de Alpinópolis, o prefeito Rafael Freire disse que foi registrada uma experiência da sua gestão, realizada em conjunto com a diretora do Departamento Municipal de Saúde, Sandra Mara Morais da Silveira Borges, a Sandra do Joaquim Itamar.

“Demonstramos o quão exitosa está sendo a intervenção de nossa equipe no enfrentamento da crise sanitária em decorrência da pandemia de covid-19. Desde as medidas de prevenção até a vacinação, com envolvimento do controle social, comunidade, deixando o processo transparente e efetivo”, disse o prefeito.

A iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil, busca conhecer experiências e projetos de participação social no enfrentamento da covid-19, especialmente aquelas que têm articulação com os Conselhos de Saúde.  O prazo para devolutiva dos autores das experiências pendentes encerrará no dia 12 de julho.

“Vimos, nesse conjunto de trabalhos inscritos, uma boa representatividade, então, além de dar bastante visibilidade aos resultados deste projeto, vamos trabalhar para dar continuidade e ampliação a ele, incentivando e apoiando uma maior articulação e inserção da Rede Conselhos de Saúde no fomento de mais trabalhos de Participação Social no SUS”, analisa Neilton de Oliveira, conselheiro nacional do CNS. Apenas 10 inscrições foram desabilitadas por não atender ao tema do edital.

Para a coordenadora da Unidade Técnica de Sistemas e Serviços de Saúde da Opas Brasil, Mónica Padilla, “o Laboratório proporciona uma ampla discussão com os Conselhos de Saúde, para que se mobilizem com as universidades e outros segmentos da sociedade, trazendo perspectivas para um processo futuro que estimule, ainda mais, ações em parceria com o controle social”, explica Marco Aurélio, secretário executivo substituto do CNS.

“As experiências inscritas fazem um retrato  de práticas de participação social em saúde durante a emergência sanitária”, pontuou.

As experiências participantes do Laboratório de Inovação participarão de encontros virtuais para promover o intercâmbio de experiências, além de compor o repositório do site do Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.apsredes.org).

De Minas Gerais, além de Alpinópolis foram selecionadas outras duas experiências de Belo Horizonte que são:

“A experiência de Comunicação remota e atuante do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais durante a pandemia de covid-19” e “Plenárias Regionais do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais”.