Destaques Geral

Programa mais genética ajuda pequenos e médios produtores

5 de junho de 2020

Foto: Divulgação (Agência Brasil)

PASSOS- Através do programa “Mais Genética”, pequenos e médios produtores da região têm melhorado a qualidade genética de seus rebanhos por meio de inseminações. O programa está presente em 23 municípios da região, sendo Vargem Bonita a única exceção. Para participar, os interessados devem entrar em contato com as prefeituras municipais.

O “Mais Genética” foi criado em 2016 e tem como objetivo melhorar a condição genética dos animais e da bacia leiteira do Sul e Sudoeste do de Minas e os rendimentos dos produtores rurais. O programa atende desde a formação de inseminadores, motos para os inseminadores, doação de sêmen, instrumental de inseminação e material genético.

Idealizado pelo deputado federal Emídinho Madeira, o projeto é gratuito e em realizado em parceria com as prefeituras municipais. Para participar, os pequenos e médios produtores devem se cadastrar e entrar em contato com a administração municipal ou com as secretarias de agricultura dos municípios, que contrata um inseminador para atender as propriedades.

Segundo o inseminador José Alexandre de Paula, de Claraval, o programa atua, principalmente, com sêmen de animais da raça nelore.

A partir do momento que a vaca está no período fértil, a gente vai para fazer a inseminação. Trabalhamos com a preparação da vaca para entrar no cio e vamos acompanhando certinho. Colocamos principalmente sêmen da raça nelore. A cria desse boi é mais para corte e o animal desmamado vale bem mais do que a genética normal da bezerra, melhora tanto pelo mercado, quanto para o benefício do leite”, afirma.

O programa está presente em 65 cidades e, dentre elas, 23 são da região Sudoeste. Diversas cidades já possuem retorno do “Mais Genética”, por exemplo em Claraval, onde já foram inseminadas 4.300 vacas e 2.400 bezerras são frutos dessa inseminação. Em São José da Barra, já foram feitas 1.700 inseminações, com mais de 600 nascimentos. Em Monte Santo de Minas, já são 645 vacas inseminadas e 24 bezerros. E, em São Sebastião do Paraíso, o programa está funcionando há 11 meses e já tem 120 inseminações, 7 nascimentos e 24 produtores envolvidos.

O produtor Lecio Francisco Moraes participa do programa e afirma ter ficado satisfeito com os resultados obtidos.

Estamos muito satisfeitos com o programa, inclusive aqui já tem bezerra de inseminação que já está inseminada de novo, para nós pequenos produtores está excelente e dando certo”, disse.