Agronegócio Destaques

Produção de soja deve bater recorde em 2020

Por Nathália Araújo / Redação

29 de setembro de 2020

O resultado tem sido muito influenciado pelas exportações, que não param de crescer. / Foto: Divulgação

PASSOS – Dados apresentados no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, produzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que a produção de soja pode bater recorde e chegar a 122,4 milhões de toneladas neste ano. O resultado tem sido muito influenciado pelas exportações, que não param de crescer. Além disso, os valores também são favoráveis para os produtores, já que, conforme o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), no último fim de semana, a cotação para a saca de 60 quilos ficou em R$150,86 – a variação diária oscila entre 0,20% e 0,52% em Minas Gerais.

O engenheiro agrônomo João Carlos Lemos enfatiza que as vendas já devem ser iniciadas no mercado futuro para que os produtores não corram o risco de perder os investimentos.

As pesquisas mostram que a soja deve permanecer com o preço nas alturas por um bom tempo, mas isso ainda é uma incerteza e pode mudar a qualquer momento. Tudo está muito caro e manter uma lavoura hoje em dia não é nada fácil. Muitos ainda nem realizaram a plantação, mas esse mercado exige um jogo de inteligência em diversos aspectos e, por esta razão, o ideal é que os produtos já comecem a ser comercializados”, disse.

Produtor rural há dez anos, Elivelton Carlos de Almeida conta que sempre acompanhou os preços da soja e, há quatro anos, decidiu se dedicar à cultura do grão.

Percebi o grande potencial deste mercado e comecei a plantar. Agora estou me preparando para semear a lavoura pela terceira vez. Junto do milho, este produto oferece rendimentos bastante consideráveis, porque ambos são a base da alimentação de animais que também são muito comercializados, como frangos, suínos e bovinos. Sabemos que a pandemia do coronavírus afetou muitos profissionais, mas o agronegócio foi muito impulsionado pelas exportações e agora conseguimos encontrar ótimas oportunidades de vendas”, afirmou o agricultor.

Para garantir que a próxima colheita tenha rendimentos positivos, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançou um ebook que aborda a necessidade de realizar a correção de acidez da terra e a adubação no período certo. O material também explica como deve ser feita a escolha da época para a semeadura. Ademais, a instituição esclarece que a umidade do ar e do solo são responsáveis por boa parte das produções agrícolas e, deste modo, é necessário utilizar técnicas para diminuir os efeitos causados pela falta de chuvas, tais como o uso da palhada e o monitoramento de pragas nas raízes.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Passos (Sinrural), Elder Maia dos Reis, nos casos de plantio direto (alternando entre os tipos de grãos), algumas etapas de preparação se tornam desnecessárias.

Nesta situação, não é preciso fazer a gradagem do solo, que é a implantação de discos metálicos nos locais de lavouras. Quando as plantações são intercaladas, como exemplo do que muitos fazem com a safrinha de milho para aguardar o período da soja, a produção é mais farta porque a terra já possui os nutrientes necessários”, explicou.