Destaques Geral

Procon aciona postos de Passos sobre preços dos combustíveis

Por Mayara de Carvalho/ Redação

15 de março de 2021

José Maria de Carvalho diz que preço da gasolina está altíssimo. / Foto: Mayara de Carvalho

PASSOS – Postos de combustíveis em Passos têm até o dia 24 para informar aos consumidores sobre os preços cobrados dos consumidores de acordo prescrições do Código do Consumidor. O código prevê informações claras, precisas, ostensivas e legíveis.


Foto: Divulgação

Você também pode gostar de: Mais de 3 mil de pessoas na região já declararam imposto

Em menos de três meses, os produtos tiveram até seis reajustes e a gasolina, com o último aumento, na terça-feira, 9, chegou a R$6,29 no município. Desde o início de 2021, o valor cobrado pelos combustíveis subiu mais de 40% no país. A advogada do Procon de Passos, Gabriela Marques Lemos, afirma que o consumidor tem todo direito de saber valores e o porquê dos preços estarem tão elevados.

Os postos terão que manter um painel afixado sobre os componentes do preço com as informações constantes no artigo 4º do decreto nº10.634/2021 do Código do Consumidor. Essas informações devem ser prestadas de forma clara e visível e em conformidade com o dispositivo”, disse Gabriela.

O mecânico José Maria de Carvalho disse que a alta nos preços está descontrolada.

Tá caro demais. É uma coisa absurda, estou levando um pouco de gasolina para lavar umas peças e ficou mais de R$18. Outro dia, uma quantidade de gasolina dessa ficava no máximo em R$12. Deveríamos parar de abastecer, fazer uma greve”, disse.

De acordo com a frentista Glênia Aparecida Félix Oliveira, os consumidores estão procurando preços mais em conta, mas a situação está complicada.

As pessoas nem estão procurando qualidade mais, preferem o preço. Além disso, quem vinha e enchia o tanque, agora está colocando só o necessário. O preço não para de subir. O álcool está R$4,48, a gasolina comum R$6,19 e R$6,29 a aditivada. De janeiro para cá o preço já subiu seis vezes e vai ter mais um aumento que será de quase R$0,30, desta forma, o álcool irá para cerca de R$5”, disse. Segundo ela, em cada reajuste o preço sobre na faixa de R$0,20.


Gasolina teve reajustes de 4,8% na refinaria no início de março

BRASÍLIA – Gasolina, óleo diesel e gás de cozinha tiveram o último reajuste no dia 2 de março, nas refinarias da Petrobras. O litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%) e passou a custar R$ 2,60 para a venda às distribuidoras.

O aumento do óleo diesel foi de 5% (ou R$ 0,13 por litro). O preço para as distribuidoras passou a ser de R$ 2,71. Já o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de botijão ou gás de cozinha, ficou 5,2% mais caro. O preço do GLP para as distribuidoras possou para R$ 3,05 por quilo (R$ 0,15 mais caro), ou seja R$ 36,69 por 13 kg (ou R$ 1,90 mais caro).

Esses valores são referentes ao produto vendido às distribuidoras. Segundo a Petrobras, até chegar ao consumidor final, o preço do combustível sofre o acréscimo de impostos, o custo para a mistura obrigatória de biocombustíveis e os custos e margens das distribuidoras e postos de gasolina.