Destaques Esporte

Prioridade é pagar salário de funcionário, diz novo presidente

23 de Maio de 2020

Divulgação (Agência Brasil)

BELO HORIZONTE – Tão logo foi eleito presidente do Cruzeiro, na quinta-feira, para o mandato de sete meses, entre 1º de junho e 31 de dezembro, o advogado Sérgio Santos Rodrigues informou que suas primeiras ações serão pagar os salários de funcionários e jogadores e também uma dívida na Fifa, de R$ 11 milhões, que vence em 29 de maio. Ela é relativa à compra do atacante Willian Bigode ao Zorya FC, da Ucrânia, em 2014.

Se não honrar esse compromisso, o Cruzeiro pode ser novamente punido pela entidade maior do futebol. Esta semana, o clube já foi penalizado com a perda de seis pontos na Série B de 2020 pelo não pagamento, no dia 18, de 850 mil euros ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes, referentes ao empréstimo do volante Denilson, em 2016.

Sérgio Rodrigues revelou, logo depois da votação, que tem discutido com conselheiros e empresários meios de conseguir recursos imediatos para colocar os salários em dia e fazer o depósito ao clube ucraniano. O elenco do Cruzeiro está com dois meses de salários atrasados, mesmo diante da redução considerável da folha em relação à temporada passada. Os funcionários estão com um vencimento pendente.

Na semana que vem nós vamos pagar o salário que está atrasado, isso é uma coisa que já está no nosso pensamento, não só dos funcionários, mas como dos jogadores e, também, começar o planejamento para o acesso à Série A”, disse Sérgio Rodrigues sobre os salários.

Já ontem, o mandatário tem uma reunião agendada para tentar uma solução para a dívida com o clube ucraniano. Esse é apenas um dos débitos que terão que ser pagos pelo Cruzeiro este ano de ações movidas na Fifa por clubes do exterior e atletas.

A prioridade é a de sexta-feira, dia 29, com o Zorya FC, já as outras como vencem em sua maioria no segundo semestre, a gente vai começar a dar um tratamento nelas também para ver se a gente consegue algum parcelamento, ver se alguém pode aceitar jogador também para a gente poder caminhar dessa forma”, declarou Sérgio.

É óbvio que nós vamos correr atrás de quem lesou o Cruzeiro, civil e criminalmente. É um compromisso que a gente tem, e a torcida pode ter certeza que nós seremos implacáveis com quem prejudicou o Cruzeiro. Mas o pensar para frente é resgatar credibilidade, apoio aos nossos projetos, pode ter certeza que a gente estuda todos os dias e já vem desde o início da eleição pensando nos problemas do Cruzeiro e em como solucioná-los. Eles são muitos, mas eles não só maiores que a marca Cruzeiro” comentou a respeito dos escândalos financeiros sobre antigas gestões do Cruzeiro”.

Novo presidente do cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues. / Foto: Divulgação.